Luxação acromioclavicular

O que é a luxação acromioclavicular?

luxacao-acromioclavicular

É uma lesão que ocorre nos ligamentos entre a clavícula na sua porção mais lateral e o acrômio, ocasionando a perda do contato normal entre as superfícies articulares destes dois ossos. Ocorre frequentemente em traumatismos quando o paciente cai sobre o ombro. Comum em esportes como judô, ciclismo e futebol. A articulação entre a clavícula e o acrômio é estabilizada por dois conjuntos de ligamentos: um entre o acrômio e a clavícula e outro entre a clavícula e o processo coracoide.

Figura demonstrando a lesão dos ligamentos estabilizadores da articulação acromioclavicular

Figura demonstrando a lesão dos ligamentos estabilizadores da articulação acromioclavicular.

Quais são os sintomas e como podemos diagnóstica-la?

Os sintomas são dor e edema na região mais lateral da clavícula. Dificuldade para elevar o ombro. A luxação acromioclavicular é facilmente diagnosticada por radiografias do ombro. Em casos mais leves, as radiografias podem ser normais, nestes casos a ressonância magnética pode confirmar o diagnóstico.

Ressonância magnética do ombro demonstrando ruptura dos ligamentos coracoclaviculares

Ressonância magnética do ombro demonstrando ruptura dos ligamentos coracoclaviculares.

Quais são os diferentes tipos da luxação acromioclavicular?

A luxação acromioclavicular pode ser classificada pelo grau de lesão dos ligamentos acromioclaviculares e coracoclaviculares e consequentemente pelo desvio da clavícula em relação ao acrômio.

No tipo 1, o mais leve, temos apenas um estiramento dos ligamentos acromioclaviculares, sem nenhum desvio da clavícula;

No tipo 2, temos um rompimento dos ligamentos acromioclaviculares, mas os ligamentos coracoclaviculares estão íntegros, também não ocorre nenhum desvio da clavícula;

No tipo 3 ocorre ruptura dos ligamentos coracoclaviculares com desvio para cima da clavícula de 25 a 100% em relação ao lado normal;

Nos tipos 4 e 5 ocorrem lesão de todos ligamentos e da musculatura ao redor da clavícula e acrômio, levando a um desvio maior da clavícula. No tipo 4, a clavícula desvia-se para trás e no tipo 5, o desvio superior da clavícula é de mais de 100% em relação ao lado contralateral.

 

 Radiografia demonstrando luxação acromioclavicular tipo 5 com desvio superior a 100%

Radiografia demonstrando luxação acromioclavicular tipo 5 com desvio superior a 100%

Como é o tratamento da luxação acromioclavicular?

Os tipos 1 e 2 são sempre de tratamento não-cirúrgico, com uso de gelo, antiinflamatórios e tipoia por 7 a 14 dias. Posteriormente deve ser iniciado o tratamento fisioterápico para recuperação da movimentação e força do ombro.

O tratamento das luxações do tipo 3 é assunto controverso entre os especialistas de ombro, mas as evidências atuais apontam que o melhor tratamento seja o não-cirúrgico.

Para as lesões do tipo 4 ou 5, o tratamento deve ser cirúrgico.

luxacao_acromioclavicular-5

Como é o tratamento cirúrgico?

O tratamento cirúrgico pode ser feito pelo método aberto ou artroscópico, existem múltiplas técnicas e dispositivos para redução e estabilização da clavícula. Entretanto o mais importante é que nas lesões com menos de 4 semanas, apenas a redução e estabilização da clavícula são suficientes para cicatrização dos ligamentos na sua posição original.

Nas lesões com mais de 4 semanas é necessário o uso de algum reforço biológico. Esse reforço pode ser um ligamento do próprio ombro (cirurgia de Weaver-Dunn) ou um tendão do joelho semelhante às cirurgias de reconstrução do ligamento cruzado. Após o tratamento cirúrgico o paciente deve usar a tipoia por 6 semanas.

luxacao_acromioclaviucular-6

Vídeo

46 respostas
  1. Ederson Ferreira
    Ederson Ferreira says:

    Bom dia Doutor…

    Tive uma queda a alguns anos atrás, e rompi o ligamento da clavícula… no primeiro atendimento no pronto-socorro não tive oportunidade de realizar nenhuma cirurgia reparadora… grau deve estar entre 3, 4 ou 5…
    Queria saber de existe algum tempo limite, a partir da lesão, que possa ser feita a cirurgia? Ou se depois de algum tempo não pode ser mais operado?

    Muito obrigado..

    Responder
  2. Daniel Ferreira
    Daniel Ferreira says:

    ola Dr.
    Sofri uma queda de bike e tive uma luxação nivel 3.
    passei por cirurgia apos 4 semanas da queda (enrolação minha)
    e estou na quinta semana pós operação. Na minha cirurgia foi usado uma “ancora” e 2 fios para manter abaixada por 6 semanas e serão removidos… esse procedimento tambem é eficiente? quando poderei voltar a pedalar?

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Daniel,
      A cirurgia para luxação com uso de âncora e fixação provisória com fios de kirschner é a preferência de alguns cirurgiões, não a minha, podendo ter bons resultados. Prefiro apenas a fixação com dispositivos internos que não precisam ser retirados como endobutton ou fios de alta resistência. Quanto a volta as atividades esportivas, pergunte para o seu médico, cada um têm suas preferências pessoais…

      Responder
  3. Madai
    Madai says:

    Boa tarde, doutor! Fiz uma cirurgia para luxação acromioclavicular grau 3 e o médico disse que iria colocar dois ferros no ombro. Eles seriam retirados após 2 semanas. Agora, faltam 5 dias para retirá-los, mas meu ombro desinchou e subiu uma ponta que parece um ferro e meu ombro ficou vermelho. Isso é normal? Eu sinto dores, parece uma agulha!

    Responder
  4. Laiany
    Laiany says:

    Bom dia doutor! Tive uma queda durante uma partida de vôlei, e firmei o peso do corpo sobre o ombro. Fui ao pronto socorro e o médico de plantão me informou que tive uma luxação de grau 1, já tem dois dias e mesmo com os remédios ainda estou sentindo dores, o local esta levemente inflamado, gostaria de saber se tem algo a ser feito.

    Responder
  5. Wallace veiga
    Wallace veiga says:

    Boa noite doutor! Há três semanas atrás tive uma fratura no acromio grau 3 e os médicos me indicaram a não fazer a cirurgia.. Orientaram a usar tipoia e tomar antiinflamatorio…como o nosso SUS é demorado, só consegui marcar um ortopedista para avaliar melhor meu caso dia 11/09.
    O que eu quero perguntar para o senhor é o seguinte:
    Neste período que eu estou usando a tipoia até a consulta do médico pode piorar a minha fratura? E como é o tratamento para o grau 3?
    Desde já agradeço.

    Responder
  6. Luca Cavinato
    Luca Cavinato says:

    Boa noite doutor ! Há 20 dias atrás tive uma luxação acromioclavicular grau 2 e o ortopedista indicou tipoia , descanso e anti-inflamatórios durante 14 dias. Eu necessito depois disso tudo de um tratamento fisioterapêutico ?

    Obrigado desde já

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Bom dia, Ronildo! O tratamento da luxação acromioclavicular grau III pode ser não cirúrgico. O tempo de recuperação é variável entre os pacientes. O tempo de imobilização é de 2 a 3 semanas e posteriormente o paciente deve executar tratamento fisioterápico

      Responder
  7. David Pires de Lima
    David Pires de Lima says:

    Dr Jorge, tive fratura da clavicula e no terço médio, porém a calcificação do osso teve desvio para baixo não colando as duas pontas e também encurtamento visto na tomografia, sofro durante 10 anos com dores devido a discinesia da escapula, essa lesão tem alguma relação? É indicado o tratamento cirúrgico para alinhamento da clavicula???
    Obrigado

    Responder
  8. Bruno
    Bruno says:

    Boa tarde ,
    A cerca de 11 meses tive uma luxação acromioclavicular grau 3 , fiz o tratamento não cirúrgico , entretanto fiquei com um caroço enorme no ombro , existe algum modo de diminuir ?

    Responder
  9. VILMAR RODRIGUES DA SILVEIRA
    VILMAR RODRIGUES DA SILVEIRA says:

    Boa noite doutor..
    Tive uma luxação acromio clavicular há 45 dias. Fiz um RX e o laudo técnico: relatou uma diferença entre um ombro e outro de mais de 100%.
    LE 1cm
    LD 2.2
    Estou fazendo gelo todos os dias, desinchou mais está com relevo muito alto…e quase todos o movimentos que faço dói muito.. não estou tomando nenhum antianflamatorio…devo aguardar mais algum tempo?

    Responder
  10. guilherme oliveira
    guilherme oliveira says:

    Boa tarde, doutor! Gostaria de saber se o senhor realiza este procedimento por video sem que seja necessario retirada de pino ou algo do tipo. Minha lesão é grau cinco. Estou em Minas procurando um especialista que a realize como não estou encontrando gostaria de me consultar com você.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Boa tarde, Guilherme! As luxações acromioclaviculares grau 5 geralmente são de tratamento cirúrgico. Eu realizo o procedimento por vídeo ou pelo método aberto. Independente do método para a realização da cirurgia, utilizo apenas fios de alta resistência ou dispositivos como endobutton que não precisam ser retirados posteriormente. Entretanto, cada cirurgião tem sua técnica de preferência. Aguardo seu contato e fico contente em poder ajudá-lo.
      Att, Dr. Jorge Assunção

      Responder
  11. Guilherme Anselmo
    Guilherme Anselmo says:

    Bom dia Dr. ! Tudo bem? Fiz uma cirurgia de Luxação Acromioclavicular grau 3 em junho , e hoje estou com uma ponta na clavícula , como se ela estivesse fora do lugar. Isso é normal Dr. ? Quando poderei voltar às competições de jiu jitsu? Muito obrigado

    Responder
  12. THIAGO WILLIAN
    THIAGO WILLIAN says:

    Bom dia, Doutor Jorge. Sofri um acidente de bicicleta que rompeu os ligamentos da clavícula, meu médico disse que foi luxação acromio clavicular nível 5, já fiz a cirurgia. Mas ainda estou com o fio de aço que já está perto de ser retirado, pelo raio X vi que colocaram uma âncora entre o coracoide e a clavícula com uma pedaço de platina sobre a mesma clavícula, minha pergunta é: eu posso pegar peso como antes? Os ligamentos depois de cicatrizados ainda ficam resistentes a ponto de pegar em peso?

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Thiago, boa noite! O objetivo do tratamento cirúrgico é devolver a função normal do seu ombro antes da lesão. Entretanto, o pós-operatório e a recuperação são lentos. Seu médico vai liberar vc para as atividades progressivamente. Converse com ele.
      Att,

      Responder
  13. José Carlos
    José Carlos says:

    Doutor, Boa Noite! Tive luxação acromio clavicular nível 5, fiz uma cirurgia, acredito que o médico suturou o ligamento, e já fazem exatamente nove anos e eu voltei a sentir as dores que tinha antes da cirurgia, o que deve estar acontecendo?

    Responder
  14. Paulo Ricardo
    Paulo Ricardo says:

    Dr, fiz uma cirurgia para luxação acromio-clavicular grau 5 e no dia 6 de novembro retiro um parafuso e o fio vai ser permanente !!
    Eu gostaria de saber se tem alguma possibilidade de que assim que retirar o parafuso eu corro risco de não ter dado certo a cirurgia???

    Responder
  15. Sonia
    Sonia says:

    Boa tarde. Caí a um ano atrás. Tenho uma luxação grau 3. O médico optou por não me operar….fiz fisioterapia…agora ando cheia de dores e tenho constantemente o braço preso. Dores e agora está me afectar o pescoço…. será normal?

    Responder
  16. Felipe di Oliveira
    Felipe di Oliveira says:

    Boa tarde, Doutor!

    Sofri uma queda no moutain bike com o ombro direito, e após analisar o raio X e este site (além da minha ligeira limitação nas atividades do dia a dia), vi que a minha luxação se enquadra no nível dois. Meu médico recomendou repouso, antiinflamatório e gelo no local. Com a sua experiência no assunto, quanto tempo em média se leva para uma recuperação total desta luxação? Hoje completa duas semanas do acidente, mas só iniciei este tratamento na última terça feira. Agradeço!

    Responder
  17. Gustavo
    Gustavo says:

    Olá doutor
    Sofri uma queda de bicicleta e os médicos ficaram em dúvida se era nível 3 ou 2. Falaram que a cirurgia não iria adiantar e eu faço academia, quanto tempo vou ficar sem ir a academia?

    Responder
  18. Renan Dias
    Renan Dias says:

    Boa Noite Doutor estava na academia fazendo o “Desenvolvimento Militar no Smith Machine” na hora não senti nada, mais ao chegar em casa meu ombro esquerdo na região da clavícula está dando uns leves estalos, quando eu levanto o braço, não está doendo, e nem inchado, será que eu estou com uma luxação acromioclavicular?

    Responder
  19. Marcell Evangelista Pinto
    Marcell Evangelista Pinto says:

    Bom tarde Dr. meu caso é um pouco complicado no dia 24/06/2017 sofri um acidente de carro foi uma colisão frontal e como estava de passageiro, o cinto de segurança causou uma luxação no meu ombro, porém no dia do acidente o médico do Hospital não tirou raio-x, só passou dipirona e me liberou. Porém como após 4 dias (no dia 28/06/2017) vi que o osso da clavícula estava fora do lugar retornei ao Hospital e o médico que me atendeu disse que estava com uma luxação grau 3, marcando então a cirurgia. Foi realizada no dia 21/07/2017 com imobilização realizada por dois fios de kirschner, a retirada dos fios foi realizada com outro procedimento cirúrgico no dia 29/09/2017 e o Dr. que realizou a operação passou 10 sessões de fisioterapia, após as sessões retornei ao médico e ele disse que já ia me liberar, porém disse que o osso da clavícula estava saindo muito do lugar e ainda estava doendo um pouco, por insistência minha ele marcou mais 10 sessões de fisioterapia. Como fiquei na dúvida procurei um especialista em ombro e quando mostrei a foto do raio-x que foi tirado no dia que o médico diagnosticou a luxação grau 3, o especialista disse que na realidade tinha sido uma grau 5 e que o procedimento de imobilização com os fios somente deixou a clavícula no lugar devido a estrutura muscular, porém os ligamentos não tinha sido recuperados, e me aconselhou a fazer uma nova cirurgia agora pelo procedimento de weaver dunn e usando o ligamento coracoacromial para reposição, para que eu conseguisse voltar as minha atividades físicas normalmente musculação, futebol, natação, ciclismo.
    P.S: Ele aconselhou uma nova cirurgia devido a minhas atividades físicas que requer muito do ombro.

    O que o senhor acha desse procedimento aconselhado pelo especialista que procurei?
    Realmente esse procedimento que ele aconselhou vai evitar que o osso da clavícula fique saindo do lugar?
    Não dói tanto é mais a insegurança de usar o ombro com medo que esse deslocamento da clavícula cause algo pior.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Marcell, o relato do seu caso foi perfeito. Para luxação acromioclavicular crônica, o procedimento de Weaver Dunn é uma das opções disponíveis. Entretanto,não é a minha opção de tratamento, prefiro utilizar enxerto de tendão, semitendíneo ou grácil que são mais fortes. Mas difícil responder as questões que vc faz sem uma avaliação clínica presencial.
      Att,

      Responder
      • Marcell Evangelista Pinto
        Marcell Evangelista Pinto says:

        Entendo, muita informação sem os exames necessário. Mesmo assim muito obrigado pela atenção. Vou retornar ao especialista antes de marcar a nova cirurgia para tirar o máximo de dúvidas e ver a possibilidade de uso de algumas dessas opções de tratamento indicadas pelo senhor. E torce para que dê tudo certo, independente da técnica utilizada.
        Att.

        Responder

Deixe um comentário

Faça sua pergunta!
Tire suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *