A luxação acromioclavicular é uma lesão comum na prática esportiva. Ela ocorre em praticantes de ciclismo, judô e futebol. Os pacientes apresentam dor e inchaço na região superior do ombro. O tratamento pode ser clínico com tipoia e fisioterapia para os casos mais leves. Entretanto, nos casos mais graves, como a luxação acromioclavicular grau 5, o tratamento deve ser cirúrgico.

O que é a luxação acromioclavicular?

É uma lesão que ocorre nos ligamentos entre a clavícula na sua porção mais lateral e o acrômio. Com a luxação acromioclavicular ocorre a perda do contato normal entre as superfícies articulares destes dois ossos, que formam a articulação acromioclavicular.

Ocorre frequentemente em traumatismos quando o paciente cai sobre o ombro. Comum em esportes como judô, ciclismo e futebol.

luxacao-acromioclavicular

Queda sobre o ombro, uma das causas mais frequentes de luxação acromioclavicular

A articulação entre a clavícula e o acrômio é estabilizada por dois conjuntos de ligamentos: um entre o acrômio e a clavícula e outro entre a clavícula e o processo coracoide.

Figura demonstrando a lesão dos ligamentos estabilizadores da articulação acromioclavicular

Figura demonstrando a lesão dos ligamentos estabilizadores da articulação acromioclavicular.

Quais são os sintomas e como é feito o diagnóstico?

Os sintomas são dor e edema na região mais lateral da clavícula. Dificuldade para elevar o ombro. Ao examinar o paciente, podemos notar a clavícula mais elevada e com mobilidade aumentada. Este aumento da mobilidade da clavícula é conhecido como sinal da tecla da luxação acromioclavicular.

A luxação acromioclavicular é facilmente diagnosticada por radiografias do ombro. Em casos mais leves, as radiografias podem ser normais, nestes casos a ressonância magnética pode confirmar o diagnóstico.

Ressonância magnética do ombro demonstrando ruptura dos ligamentos coracoclaviculares

Ressonância magnética do ombro demonstrando ruptura dos ligamentos coracoclaviculares.

Qual é a classificação da luxação acromioclavicular?

A luxação acromioclavicular pode ser classificada pelo grau de lesão dos ligamentos acromioclaviculares e coracoclaviculares e consequentemente pelo desvio da clavícula em relação ao acrômio.

  • Na luxação acromioclavicular tipo 1, o mais leve, temos apenas um estiramento dos ligamentos acromioclaviculares. Portanto, não há nenhum desvio da clavícula;
  • Na luxação acromioclavicular tipo 2, temos um rompimento dos ligamentos acromioclaviculares. Mas os ligamentos coracoclaviculares estão íntegros, também não ocorre nenhum desvio da clavícula;
  • Na luxação acromioclavicular tipo 3 ocorre ruptura dos ligamentos coracoclaviculares. Com isto, ocorre um desvio para cima da clavícula de 25 a 100% em relação ao lado normal;
  • Na luxação acromioclavicular tipo 4 ocorre lesão de todos ligamentos e da musculatura ao redor da clavícula e acrômio. Isto leva a um desvio maior da clavícula. No tipo 4, a clavícula desvia-se para trás.
  • Na luxação acromioclavicular tipo 5,  onde os músculos e ligamentos estão lesados. O desvio superior da clavícula é de mais de 100% em relação ao lado contralateral.

 

 Radiografia demonstrando luxação acromioclavicular tipo 5 com desvio superior a 100%

Radiografia demonstrando luxação acromioclavicular tipo 5 com desvio superior a 100%

Como tratar a luxação acromioclavicular?

Os tipos 1 e 2 são sempre de tratamento não-cirúrgico. com uso de gelo, antiinflamatórios e tipoia por 7 a 14 dias. Posteriormente deve ser iniciado o tratamento fisioterápico para recuperação da movimentação e força do ombro.

“O tratamento da luxação acromioclavicular tipo 3 é assunto controverso entre os especialistas de ombro.”

Atualmente, as evidências científicas apontam para um tratamento inicial sem cirurgia na grande maioria dos pacientes. Após 2 a 3 semanas, são testadas a estabilidade da articulação acromioclavicular, a dor do paciente e a mobilidade do ombro. Se tudo estiver indo bem, o tratamento continua sem cirurgia. Caso contrário, pode ser indicado o tratamento cirúrgico.

Para as lesões do tipo 4 ou 5, o tratamento deve ser cirúrgico. Pacientes com poucos sintomas, sedentários ou idosos podem ser tratados também sem cirurgia eventualmente.

tipoia para luxação acromioclavicular tipo 1 e 2

A tipoia é o tratamento para a luxação acromioclavicular tipo 1 e 2

Como é a cirurgia?

O tratamento cirúrgico pode ser feito pelo método aberto ou artroscópico, existem múltiplas técnicas e dispositivos para redução e estabilização da clavícula.

Entretanto o mais importante é que nas lesões com menos de 4 semanas, apenas a redução e estabilização da clavícula são suficientes para cicatrização dos ligamentos na sua posição original. Para estabilização da clavícula podem ser utilizados fios ou fitas de alta resistência, endobutton ou âncoras.

Nas lesões com mais de 4 semanas é necessário o uso de algum reforço biológico. Esse reforço pode ser um ligamento do próprio ombro (cirurgia de Weaver-Dunn) ou um tendão do joelho semelhante às cirurgias de reconstrução do ligamento cruzado.
 Após o tratamento cirúrgico o paciente deve usar a tipoia por 6 semanas. Após as 6 semanas, o paciente inicia o tratamento fisioterápico. São iniciados exercícios para restabelecimento da mobilidade do ombro. Posteriormente, são realizados exercícios para fortalecimento dos músculos do ombro.
Tratamento da luxação acromioclavicular

Tratamento da luxação acromioclavicular

Vídeo

153 respostas
  1. Ederson Ferreira
    Ederson Ferreira says:

    Bom dia Doutor…

    Tive uma queda a alguns anos atrás, e rompi o ligamento da clavícula… no primeiro atendimento no pronto-socorro não tive oportunidade de realizar nenhuma cirurgia reparadora… grau deve estar entre 3, 4 ou 5…
    Queria saber de existe algum tempo limite, a partir da lesão, que possa ser feita a cirurgia? Ou se depois de algum tempo não pode ser mais operado?

    Muito obrigado..

    Responder
      • Pedro Miguel Monteiro Alves
        Pedro Miguel Monteiro Alves says:

        Boa tarde sr. Doutor… tive um acidente de moto na qual resultou uma luxaçao de nivel 2 , pelo descrito pelo o medico pelo o qual fui visto, no entanto apos leitura do seu artigo penso que seja nivel 3 ou 4.. gostaria de, saber a sua opiniao se acha que deveria operar ou fazer fisioterapia reconstrutiva?

        Responder
  2. Daniel Ferreira
    Daniel Ferreira says:

    ola Dr.
    Sofri uma queda de bike e tive uma luxação nivel 3.
    passei por cirurgia apos 4 semanas da queda (enrolação minha)
    e estou na quinta semana pós operação. Na minha cirurgia foi usado uma “ancora” e 2 fios para manter abaixada por 6 semanas e serão removidos… esse procedimento tambem é eficiente? quando poderei voltar a pedalar?

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Daniel,
      A cirurgia para luxação com uso de âncora e fixação provisória com fios de kirschner é a preferência de alguns cirurgiões, não a minha, podendo ter bons resultados. Prefiro apenas a fixação com dispositivos internos que não precisam ser retirados como endobutton ou fios de alta resistência. Quanto a volta as atividades esportivas, pergunte para o seu médico, cada um têm suas preferências pessoais…

      Responder
  3. Madai
    Madai says:

    Boa tarde, doutor! Fiz uma cirurgia para luxação acromioclavicular grau 3 e o médico disse que iria colocar dois ferros no ombro. Eles seriam retirados após 2 semanas. Agora, faltam 5 dias para retirá-los, mas meu ombro desinchou e subiu uma ponta que parece um ferro e meu ombro ficou vermelho. Isso é normal? Eu sinto dores, parece uma agulha!

    Responder
  4. Laiany
    Laiany says:

    Bom dia doutor! Tive uma queda durante uma partida de vôlei, e firmei o peso do corpo sobre o ombro. Fui ao pronto socorro e o médico de plantão me informou que tive uma luxação de grau 1, já tem dois dias e mesmo com os remédios ainda estou sentindo dores, o local esta levemente inflamado, gostaria de saber se tem algo a ser feito.

    Responder
  5. Wallace veiga
    Wallace veiga says:

    Boa noite doutor! Há três semanas atrás tive uma fratura no acromio grau 3 e os médicos me indicaram a não fazer a cirurgia.. Orientaram a usar tipoia e tomar antiinflamatorio…como o nosso SUS é demorado, só consegui marcar um ortopedista para avaliar melhor meu caso dia 11/09.
    O que eu quero perguntar para o senhor é o seguinte:
    Neste período que eu estou usando a tipoia até a consulta do médico pode piorar a minha fratura? E como é o tratamento para o grau 3?
    Desde já agradeço.

    Responder
  6. Luca Cavinato
    Luca Cavinato says:

    Boa noite doutor ! Há 20 dias atrás tive uma luxação acromioclavicular grau 2 e o ortopedista indicou tipoia , descanso e anti-inflamatórios durante 14 dias. Eu necessito depois disso tudo de um tratamento fisioterapêutico ?

    Obrigado desde já

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Bom dia, Ronildo! O tratamento da luxação acromioclavicular grau III pode ser não cirúrgico. O tempo de recuperação é variável entre os pacientes. O tempo de imobilização é de 2 a 3 semanas e posteriormente o paciente deve executar tratamento fisioterápico

      Responder
  7. David Pires de Lima
    David Pires de Lima says:

    Dr Jorge, tive fratura da clavicula e no terço médio, porém a calcificação do osso teve desvio para baixo não colando as duas pontas e também encurtamento visto na tomografia, sofro durante 10 anos com dores devido a discinesia da escapula, essa lesão tem alguma relação? É indicado o tratamento cirúrgico para alinhamento da clavicula???
    Obrigado

    Responder
  8. Bruno
    Bruno says:

    Boa tarde ,
    A cerca de 11 meses tive uma luxação acromioclavicular grau 3 , fiz o tratamento não cirúrgico , entretanto fiquei com um caroço enorme no ombro , existe algum modo de diminuir ?

    Responder
  9. VILMAR RODRIGUES DA SILVEIRA
    VILMAR RODRIGUES DA SILVEIRA says:

    Boa noite doutor..
    Tive uma luxação acromio clavicular há 45 dias. Fiz um RX e o laudo técnico: relatou uma diferença entre um ombro e outro de mais de 100%.
    LE 1cm
    LD 2.2
    Estou fazendo gelo todos os dias, desinchou mais está com relevo muito alto…e quase todos o movimentos que faço dói muito.. não estou tomando nenhum antianflamatorio…devo aguardar mais algum tempo?

    Responder
  10. guilherme oliveira
    guilherme oliveira says:

    Boa tarde, doutor! Gostaria de saber se o senhor realiza este procedimento por video sem que seja necessario retirada de pino ou algo do tipo. Minha lesão é grau cinco. Estou em Minas procurando um especialista que a realize como não estou encontrando gostaria de me consultar com você.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Boa tarde, Guilherme! As luxações acromioclaviculares grau 5 geralmente são de tratamento cirúrgico. Eu realizo o procedimento por vídeo ou pelo método aberto. Independente do método para a realização da cirurgia, utilizo apenas fios de alta resistência ou dispositivos como endobutton que não precisam ser retirados posteriormente. Entretanto, cada cirurgião tem sua técnica de preferência. Aguardo seu contato e fico contente em poder ajudá-lo.
      Att, Dr. Jorge Assunção

      Responder
  11. Guilherme Anselmo
    Guilherme Anselmo says:

    Bom dia Dr. ! Tudo bem? Fiz uma cirurgia de Luxação Acromioclavicular grau 3 em junho , e hoje estou com uma ponta na clavícula , como se ela estivesse fora do lugar. Isso é normal Dr. ? Quando poderei voltar às competições de jiu jitsu? Muito obrigado

    Responder
  12. THIAGO WILLIAN
    THIAGO WILLIAN says:

    Bom dia, Doutor Jorge. Sofri um acidente de bicicleta que rompeu os ligamentos da clavícula, meu médico disse que foi luxação acromio clavicular nível 5, já fiz a cirurgia. Mas ainda estou com o fio de aço que já está perto de ser retirado, pelo raio X vi que colocaram uma âncora entre o coracoide e a clavícula com uma pedaço de platina sobre a mesma clavícula, minha pergunta é: eu posso pegar peso como antes? Os ligamentos depois de cicatrizados ainda ficam resistentes a ponto de pegar em peso?

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Thiago, boa noite! O objetivo do tratamento cirúrgico é devolver a função normal do seu ombro antes da lesão. Entretanto, o pós-operatório e a recuperação são lentos. Seu médico vai liberar vc para as atividades progressivamente. Converse com ele.
      Att,

      Responder
  13. José Carlos
    José Carlos says:

    Doutor, Boa Noite! Tive luxação acromio clavicular nível 5, fiz uma cirurgia, acredito que o médico suturou o ligamento, e já fazem exatamente nove anos e eu voltei a sentir as dores que tinha antes da cirurgia, o que deve estar acontecendo?

    Responder
  14. Paulo Ricardo
    Paulo Ricardo says:

    Dr, fiz uma cirurgia para luxação acromio-clavicular grau 5 e no dia 6 de novembro retiro um parafuso e o fio vai ser permanente !!
    Eu gostaria de saber se tem alguma possibilidade de que assim que retirar o parafuso eu corro risco de não ter dado certo a cirurgia???

    Responder
  15. Sonia
    Sonia says:

    Boa tarde. Caí a um ano atrás. Tenho uma luxação grau 3. O médico optou por não me operar….fiz fisioterapia…agora ando cheia de dores e tenho constantemente o braço preso. Dores e agora está me afectar o pescoço…. será normal?

    Responder
  16. Felipe di Oliveira
    Felipe di Oliveira says:

    Boa tarde, Doutor!

    Sofri uma queda no moutain bike com o ombro direito, e após analisar o raio X e este site (além da minha ligeira limitação nas atividades do dia a dia), vi que a minha luxação se enquadra no nível dois. Meu médico recomendou repouso, antiinflamatório e gelo no local. Com a sua experiência no assunto, quanto tempo em média se leva para uma recuperação total desta luxação? Hoje completa duas semanas do acidente, mas só iniciei este tratamento na última terça feira. Agradeço!

    Responder
  17. Gustavo
    Gustavo says:

    Olá doutor
    Sofri uma queda de bicicleta e os médicos ficaram em dúvida se era nível 3 ou 2. Falaram que a cirurgia não iria adiantar e eu faço academia, quanto tempo vou ficar sem ir a academia?

    Responder
  18. Renan Dias
    Renan Dias says:

    Boa Noite Doutor estava na academia fazendo o “Desenvolvimento Militar no Smith Machine” na hora não senti nada, mais ao chegar em casa meu ombro esquerdo na região da clavícula está dando uns leves estalos, quando eu levanto o braço, não está doendo, e nem inchado, será que eu estou com uma luxação acromioclavicular?

    Responder
  19. Marcell Evangelista Pinto
    Marcell Evangelista Pinto says:

    Bom tarde Dr. meu caso é um pouco complicado no dia 24/06/2017 sofri um acidente de carro foi uma colisão frontal e como estava de passageiro, o cinto de segurança causou uma luxação no meu ombro, porém no dia do acidente o médico do Hospital não tirou raio-x, só passou dipirona e me liberou. Porém como após 4 dias (no dia 28/06/2017) vi que o osso da clavícula estava fora do lugar retornei ao Hospital e o médico que me atendeu disse que estava com uma luxação grau 3, marcando então a cirurgia. Foi realizada no dia 21/07/2017 com imobilização realizada por dois fios de kirschner, a retirada dos fios foi realizada com outro procedimento cirúrgico no dia 29/09/2017 e o Dr. que realizou a operação passou 10 sessões de fisioterapia, após as sessões retornei ao médico e ele disse que já ia me liberar, porém disse que o osso da clavícula estava saindo muito do lugar e ainda estava doendo um pouco, por insistência minha ele marcou mais 10 sessões de fisioterapia. Como fiquei na dúvida procurei um especialista em ombro e quando mostrei a foto do raio-x que foi tirado no dia que o médico diagnosticou a luxação grau 3, o especialista disse que na realidade tinha sido uma grau 5 e que o procedimento de imobilização com os fios somente deixou a clavícula no lugar devido a estrutura muscular, porém os ligamentos não tinha sido recuperados, e me aconselhou a fazer uma nova cirurgia agora pelo procedimento de weaver dunn e usando o ligamento coracoacromial para reposição, para que eu conseguisse voltar as minha atividades físicas normalmente musculação, futebol, natação, ciclismo.
    P.S: Ele aconselhou uma nova cirurgia devido a minhas atividades físicas que requer muito do ombro.

    O que o senhor acha desse procedimento aconselhado pelo especialista que procurei?
    Realmente esse procedimento que ele aconselhou vai evitar que o osso da clavícula fique saindo do lugar?
    Não dói tanto é mais a insegurança de usar o ombro com medo que esse deslocamento da clavícula cause algo pior.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Marcell, o relato do seu caso foi perfeito. Para luxação acromioclavicular crônica, o procedimento de Weaver Dunn é uma das opções disponíveis. Entretanto,não é a minha opção de tratamento, prefiro utilizar enxerto de tendão, semitendíneo ou grácil que são mais fortes. Mas difícil responder as questões que vc faz sem uma avaliação clínica presencial.
      Att,

      Responder
      • Marcell Evangelista Pinto
        Marcell Evangelista Pinto says:

        Entendo, muita informação sem os exames necessário. Mesmo assim muito obrigado pela atenção. Vou retornar ao especialista antes de marcar a nova cirurgia para tirar o máximo de dúvidas e ver a possibilidade de uso de algumas dessas opções de tratamento indicadas pelo senhor. E torce para que dê tudo certo, independente da técnica utilizada.
        Att.

        Responder
  20. Kleber
    Kleber says:

    Boa tarde doutor! Tive uma luxação na clavícula e meu médico não me disse qual era o grau, e nem eu perguntei pois não sabia, só disse que era pra usar tipóia e que entre 45 a 60 dias minha clavícula colava, na sua opinião o que devo fazer? Pois já faz 30 dias . Obrigada

    Responder
  21. Alexandro rosario
    Alexandro rosario says:

    Dr tive uma queda de bike e o médico me disse que tive uma luxação grau 4 certo,porem o médico me disse que tem que ser cirúrgico.fui tirar outra opinião com outro médico e o mesmo me disse que poderia fazer o tratamento conservador 2 a 3 semanas de tipoia e depois fisioterapia e fazer o acompanhamento pois ele me disse que tenho uma musculatura muito boa que ajudou a clavicula a não ficar flutuante ( tecla de piano ). A dúvida é a seguinte: se não fizer a cirurgia qual seria as minhas limitações, poderei conviver com esse grau 4 e fazer minhas atividades esportivas *bike, e qual seria a limitação do braço em geral.

    Responder
  22. Rafael
    Rafael says:

    Tive um estiramento grau 1, da articulação acromioclavicular, fiz o tratamento com anti inflamatório, e fisio além de me afastar de exercícios, pesados, após meses ainda sinto dor, as vezes umas mais agudas que as outras, mesmo sendo grau 1, pode ser o caso para cirurgia? Tendo em vista o grande espaço de tempo está lesão já se tornou crônica? Sem mais obrigado.

    Responder
  23. Matheus
    Matheus says:

    Boa tarde Dr. A 1 semana cai de moto e tive uma luxação grau 3 só que quase não tenho dores faço meus movimentos normais já estou trabalhando e pegando peso e não me dói.. só em alguns movimentos sinto alguma dor mas é raro.. mas porém ficou um degrau grande na minha clavícula.. a pergunta é será msmo necessário uma cirurgia?

    Responder
  24. Danilo Bezerra Braga
    Danilo Bezerra Braga says:

    Boa tarde Dr. Primeiramente parabéns pela matéria, estou diagnosticado com a luxação grau 3, foi me indicado 15 dias de tipoia e um retorno, hj estou com 8 dias. Minha vida é bem ativa na academia, minha duvida é: após o processo de físio eu poderei retornar as minhas atividades normalmente? Agradeço!

    Responder
  25. Everton David Ferreira
    Everton David Ferreira says:

    Doutor, boa tarde !
    Amanhã dia 31/01/2018 irei passar por um procedimento de artroplastia de acromioclavicular (cirurgia aberta). Como eu trabalho com administração (com computador), eu poderei logo voltar a trabalhar, mesmo com tipoia, é um risco para a recuperação? ou é repouso 100 %?
    Digitei a pergunta acima com a clavícula fora do acrômio e não estou sentindo dores, somente o desconforto.

    Abraços.

    Everton Ferreira

    Responder
  26. Rogério
    Rogério says:

    Boa tarde Dr. Jorge,

    Estou em recuperação de uma cirurgia referente a uma luxação acro mioclavicular feita há 40 dias. Tive um retorno com o médico e o notamos que ao movimentar o braço, o ombro estrala bastante. Foi me dito que talvez seja necessário fazer uma nova cirurgia para serrar a ponta do osso. Com os seus pacientes o Sr. já teve situação parecida? Trata-se de um procedimento normal?

    Responder
  27. Eduardo
    Eduardo says:

    Bom dia Doutor Jorge!!
    Fiz uma cirurgia com âncora e fios, estou com o braço bem imobilizado, oq me incomoda mais é a questão de eu morar em um lugar muito quente, tenho medo de movimentar o braço na hr do banho, gostaria de saber.
    Se posso abrir um pouco o braço, colocando apoio na tipoia, Para ter uma melhor ventilação e evitar ficar suando?
    E qual melhor modelo de tipoia a ser usada?
    A minha e uma diferente do modelo a cima, ela tem uma cinta nas costas, mas não tem um bom conforto no ombro, onde eu fico rebolando pano para não doer muito.

    Responder
  28. MAICON BINELO
    MAICON BINELO says:

    Dr. Sofri uma queda e por consequência uma luxação no ombro, após ser colocado no lugar, a radiografia acusou um desvio na clavícula, mas na ressonância não apontou ruptura de ligamento ou tendão isso é normal?

    Responder
  29. Lucas
    Lucas says:

    Doutor, meu pai caiu de moto a 10 dias e foi diagnosticado com essa luxação acromioclavicular de nível 3. Neste caso vc orienta uma cirurgia? Tive opinião de dois médicos, O do Sus disse não ser necessário operar e o particular disse ser necessário. Tenho em arquivo o raio x da clavícula dele.

    Responder
  30. Edilson Souza
    Edilson Souza says:

    Oi Dr. Jorge!
    Tive uma queda jogando bola e com isso uma acromioclavicular grau 3. Optei por não fazer cirurgia, mas faço musculação a 12 anos e gostaria muito de poder continuar.
    O Dr. acha que essa luxação vai me impedir de levantar peso caso eu não faça a cirurgia?
    Já agradeço sua resposta!

    Responder
  31. ROBSON CRISTIANO DA FONSECA
    ROBSON CRISTIANO DA FONSECA says:

    Bom dia, cair jogando bolo e tive uma luxação na cravícula, o médico falou que não era caso de cirurgia e que o grau seria 1 ou 2 e me receitou um remédio para tomar duranta 5 dias e mais o uso da tipóia, hoje faz 6 dias da lesão e ainda sinto um pouco de dor.
    É normal ainda sentir um pouco de dor depois de 6 dias,?
    Em média essa dor deve passar em quanto tempo?

    Responder
  32. Airton
    Airton says:

    Olá doutor boa noite ha 10 dias atrás tive uma queda da própria altura e cai de ombro fiz uma radiografia e o resultado foi luxação acromioclavicular mais n informado o nível e vou passar pelo ortopedista só dia 5 queria saber se tenho q ficar de repouso por que estou trabalhando normalmente ?pode dar algum problema ?

    Responder
  33. Luiz Fernando Picolo
    Luiz Fernando Picolo says:

    Boa noite. A 5 dias tive uma luxação grau 2 e o ortopedia me passou remédios para dor. Eu somente sinto dor quando movimento, ele na tipoia não dói. Seria interessante tomar os medicamentos mesmo assim. Outro ponto que persegui em sua matéria é que vc fala sobre imobilização diante um certo tempo, porém eu posso ficar sem a tipoia durante alguns períodos do dia?

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Luiz, para luxações acromioclaviculares grau 2, eu recomendo que os pacientes usem tipoia por 7 a 14 dias dependendo dos sintomas. Quando estiver sentado com o braço apoiado ou deitado e não dormindo, também oriento soltar um pouco da tipóia.

      Responder
  34. Diego Felipe
    Diego Felipe says:

    Bom dia Dr. Jorge,
    Queria tirar uma duvida sobre luxacao acromioclavicular, minha luxacao deve ter acontecido a mais ou menos um ano atraz, mas somente a alguns meses que percebi o carosso no ombro, hoje fui a um especialista em ombro para analizar o que aconteceu, esse Doutor de Berlin me analizou e disse que meu ombro teve ruptura dos tendoes da clavicula, e tem 50% de direfenca do ombro normal, pelo fato de eu ser ativo (esporte) com movimentos totais do braco e sem dores, nao precisarei de cirurgia, mas isso seria uma opcao minha. ele tambem disse que os tendoes nao voltarao ao normal sem a cirurgia, dizendo que carosso sempre ficara la tambem disse o que se pode fazer para esconder o osso no ombro caso cause desconforto estetico e somente almentar os musculos ao redor do ombro, voce concorda que uma vez que os tendoes sao rompidos eles nao voltam com fisioterapia? qual sua opiniao geral sobre quando a fisioterapia pode funcionar?
    tenha uma Otima semana!!!

    Responder
      • Diego Felipe
        Diego Felipe says:

        Dr. Jorge,
        foi normal a atitude o dr. que visitei de me deixar sem opcao de fisioterapia e indicar a nao cirurgia? e normal o paciente viver com essa luxacao?
        em 10 anos, isso afetara em minha estabilidade e postura? quais seriam as opcoes nao cirurgicas que voce me indicaria para re-fixar os ligamentos ?

        Responder
  35. Ricardo
    Ricardo says:

    Boa tarde Dr. Após queda sobre ombro fui diagnoscado com LAC3 no dia 30/12/2017 (através de raio-x), por orientação do ortopedista iniciei o tratamento conservador com gelo a antiinflamatórios, 30 dias depois (01/02/2018) iniciei a fisioterapia, mas não obtive a melhora esperada, estou com bastante dor e limitação de alguns movimentos, já estou um pouco inclinado em tentar algo mais agressivo (cirúrgico). Pesquisando sobre assunto percebi que existe diversas técnicas de reconstrução destes ligamentos, mas minha preocupação maior é sobre quais poderiam trazer melhores resultados. Tendo em vista que tenho 24 anos e praticava bastante atividade física antes dá lesão, principalmente esportes de contato (basquete), e anseio muito voltar a estas atividades. Se possível gostaria de saber qual a técnica o senhor costuma usar em pacientes em situações semelhantes a minha? e como é o retorno destes pacientes a suas atividades físicas, normalmente após tratamento deste tipo de lesão é possível obter recuperação total do ombro? Desde já muito obrigado, e parabéns pelo trabalho que vem desenvolvendo. Grande abraço.

    Responder
  36. carlos lucas evangelista da silva
    carlos lucas evangelista da silva says:

    Boa noite doutor sofri um acidente em novembro de 2016. Foi acusado um luxação acromio grau2 foi passado descanso de 15 dias gelo e anti inflamatório quando retornei ao medico ele me disse q tinha aumentado pra grau 3 mais nao fui tratado com cirugia depois de 5 meses. No retorno ele falou q estava bem e q nao tinha mais lesão…. Mais agora ta com uma semana q venho sentindo dores a pontp de gritar nao to conseguindo pegar peso e nem levantar o ombro …. To com duvida sera apenas inflamaçao ou a lesão voltou oq devo fazer

    Responder
  37. Ezequiel ferreira
    Ezequiel ferreira says:

    Bom dia Dr tive luxação grau 2 no trabalho estou fazendo fisioterapia mais contínuo exercendo função o ideal não era o repouso?

    Responder
  38. Ronie Peterson
    Ronie Peterson says:

    Ronie Peterson
    Dr, estou dezoito dias operado de luxação grau 3. Estou com dois fios metálicos no ombro. Quanto tempo mais vou ficar com os fios no braço e quanto tempo volto às atividades normai?. Obrigado dr

    Responder
  39. Ezequiel ferreira
    Ezequiel ferreira says:

    Boa noite Dr tem 3 semana que tive luxação grau 2 tomei antiflamatorio fiz sessões de fisioterapia mas as dores não passam q faço não suporto mais essas dores.

    Responder
  40. Gustavo
    Gustavo says:

    Boa tarde Dr sofri acidente de moto 17/03/18 E médico disse que tinha sofrido LAC grau 5 que era tratamento cirúrgico que seria dia 4 /4/18 Só q quando cheguei lá ele mandou eu levantar o braço eu consegui até certo ponto sem dor ai ele falou que eu poderia continuar tratamento conservador se eu preferir. Ai eu disse que sim e mandou fazer fisioterapia. No dia 17/04 eu vou retornar pra ele me avaliar de novo o que o Dr acha q se eu não fazer cirurgia futuramente pode me comprometer pq não sinto muitas dores mais minha clavícula está bem alta no ombro

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Gustavo, a decisão de não operar ou operar, deve ser tomada entre o paciente e o seu médico. Já tive casos de luxação acromioclavicular tipo 5 que optaram por não operar, mas não é a rotina. Estes casos são cirúrgicos..

      Responder
  41. Hugo franklin
    Hugo franklin says:

    Boa noite Doutor, durante uma partida de futebol tive uma luxação acromioclavicular tipo 2. O médico receitou uso de tipoia e uso de anti inflamatório e um retorno após 5 semanas. Após esse período e o tratamento fisiotarapeutico existe uma possibilidade do ligamento acromioclavicular voltar ao normal ?

    Responder
  42. gabriel
    gabriel says:

    Meu ortopedista falou que estou com lesão grau 1 , porem estou com uma deformidade no ombro e lendo aqui voce fala que lesão grau 1 e 2 não tem deformidades , estou confuso. Poderia me sanar esta duvida?

    Responder
  43. thiago augusto fogolim rodrigues
    thiago augusto fogolim rodrigues says:

    bom dia doutor, em 2015 tive uma lesão do acromio e até hoje não fui operada e estou fazendo fisioterapia ate hoje, sinto dores para executar alguns movimentos e perda de força, dia 23 irei novamente ao ortopedista e queria saber a opinião dele se devo operar ou continuarei a fisioterapia, pois algumas semanas atrás eu estava fazendo um exercício e senti dores mais fortes na região do ombro e descobri que aumentou o espaçamento da lesão com um raio x , tenho tendinite e bursite, e estou compensando o peso das atividades físicas com o corpo e consequentemente estou tendo muitas dores na costa..

    seguem os laudos de alguns exames
    Rm dessa semana

    ANÁLISE: Luxação acrômio-clavicular, de aspecto crônico, exibindo discreto padrão de edema ósseo em margem lateral da clavícula. Acrômio tipo II de Bigliani sem alterações de sinal atual.
    Leve tendinopatia do subescapular com espessamento e leve aumento de sinal periférico.
    Discreta tendinopatia insercional do supraespinhal, sem áreas de rotura.
    Cabeça umeral de morfologia, contornos e intensidade de sinal normais, congruente com a cavidade glenóide.

    Labrum glenoidal de morfologia normal.

    Presença de líquido em quantidade fisiológica na articulação gleno-umeral.

    Tendões do infraespinhoso e do cabo longo do bíceps com espessura e intensidade de sinal normais.

    Bursas subacromial/subdeltóidea e subcoracóide sem distensões.

    Estruturas musculares englobadas no estudo com morfologia e intensidade de sinal normais.

    ultrassom inicio do ano

    – Tendão do supra-espinhal espessado e com ecotextura hipoecóica. –
    Demais tendões do manguito rotador e da cabeça longa do bíceps de aspectos usuais.
    – Articulação acrômio-clavicular sem alterações
    . – Ausência de derrame articular.
    – Distensão líquida da bursa subacromial/subdeltoidea.

    CONCLUSÃO: – Sinais de tendinopatia do supra-espinhal. – Sinais sugestivos de bursite subacromial/subdeltoidea.

    esse laudo de ultrasom é só do ombro direito porem o medico que realizou afirmou que tambem possuo bursite e tendinite no ombro esquerdo

    Responder
  44. paulo moura
    paulo moura says:

    Fiz uma cirurgia para luxação acromioclavicular, pois estava rompido. Após 3 meses a lesao voltou novamente e incomoda bastante mas sem dor.Fiz a cirurgia com ancoras e dois pregos que foram retirados.Voltei ao medico ele disse q era normal um calombo mas agora ao meu ver voltou como estava. O que poderia fazer? Preciso refazer a cirurgia? Até quando posso conviver dessa forma? obrigado

    Responder
  45. Henriqur
    Henriqur says:

    Ola DR. esse osso estufado devido a lesão acromio clavicular diminui naturalmente? ou tem algo pra fazer pra diminui-lo de tamanho. obrigado

    Responder
  46. marcelo
    marcelo says:

    Dr sofri uma queda de moto, ja se passaram 60 dias, tive luxação no ombro direito 90% porem fica um caroço muito alto, quando eu forço ele abaixa, mas depois torna subir. Será que precisa de cirurgia?

    Responder
  47. Emerson França Felipe
    Emerson França Felipe says:

    Boa noite Dr, eu sofri uma luxação grau 1 e fui orientado pelo ortopedista no plantão de atendimento a usar a tipóia por 7 dias, após este prazo retornei com outro ortopedista e desta vez foi orientado a usar a tipóia por 30 dias e depois iniciar a fisioterapia, agora fiquei na dúvida, poderia me orientar melhor quanto ao tempo de incio da fisioterapia.

    Responder
  48. Paulo Breitner lemes
    Paulo Breitner lemes says:

    Boa noite doutor . Tive uma lac grau 5 , passei pelo procedimento waver dunn. Fiz fisioterapia e segundo os especialistas que me atenderam estou apto a desenvolver qualquer função tanto no trabalho quanto no lazer. Gostaria de saber se devo evitar condições exponham meu ombro a grandes solicitações. Ex: Trabalho braçal com alta exigência. Desde já grato pela atenção , e gostaria de parabeniza-lo por esse canal de atendimento á sociedade.

    Responder
  49. Nelson
    Nelson says:

    Boa noite Doutor, sofri um acidente de bicleta e cai em cima do ombro. Pelo raio x foi diagnosticado uma luxação do acromioclavicular de grau 5. Realizei dia 09/04 um procedimento cirúrgico no ombro para fixação de um pino. Dia 24/04 tive uma consulta de acompanhamento e retiradas dos pontos, e não foi detectado nenhum Problema. Minha dúvida é referente se é normal a dor óssea no local da inserção do pino e a dor muscular na região da escápula clavicular nos lados inferior e lateral direito da escápula, sendo que a cirurgia tem quase 1 mês. Isso faz parte do processo de recuperação? Ainda não consigo elevar meu braço nem sustentar peso algum com o braço operado.

    Responder
  50. Paulo jose dos santos
    Paulo jose dos santos says:

    Boa noite se uma cirurgia de luxação há 3 semanas e em cima do ombro eu não tenho sensibilidade é normal isso está como se tivesse anestesiado é normal

    Responder
  51. Anderson
    Anderson says:

    Bom dia doutor, cair de moto e tive uma luxação grau 3 fui tratado no modo conservador mais porém ficou um caroço no ombro que mim encomoda muito como faço para resolver? pois não quero ficar com esse caroço obgd!

    Responder
  52. Carlos Alexsander
    Carlos Alexsander says:

    Boa noite Dr. Jorge
    Exatamente no dia 03 de outubro de 2017 eu me meti em uma briga corporal e acabei sofrendo um deslocamento no ombro direito. Não procurei médico, porque eu consegui repor no lugar novamente e a dor parou de repente. Porém conforme o tempo foi passando, eu fui tendo outros deslocamento/ luxações no mesmo ombro e alguns movimentos que eu fazia eu senti algo espetando, tipo uma fagulha. Sem contar que eu fui perdendo a força do braço também. Eu mau conseguia jogar uma pedra longe. Então eu comecei a evitar alguns exercícios, como Natação, exercícios físicos (Barra, flexões) e até mesmo parei de praticar o Muay -Thai, Fiquei exatamente uns 3 meses parado sem fazer nada. Mas mesmo assim as dores ainda não pararam, eu ainda sinto aquelas fagulhas. Quando eu me apoio com o ombro e assim que eu retiro o ombro do apoio da para sentir algo espetando… Com todo esse tempo parado eu procurei entrar na academia com o intuito de voltar a pegar confiança fortalecendo o ombro, só que não foi eu imaginei que seria, O ombro saiu novamente, mas eu recolei dnv no lugar. Só que agora eu procurei um médico e ele me indicou um exame de Raio-X para o acrômio, o resultado do exame irá sair dia 11/06. Para você , por você se um especialista nessa área. O que você acha que poderia ser esse meu problema e qual seria a solução exata para resolver? No total eu tive 5~6 Luxações, tirando os momentos q eu sentia q iria deslocar ai eu parava de fazer força e eu sentia o osso voltando… O que seria isso? Tudo isso por causa de uma briga!

    Responder
  53. Fernando
    Fernando says:

    Dr; sofri uma lesão grau 3 e o ortopedista indicou tratamento conservador. Já estou usando o Velpeau. Há algum tratamento específico para evitar o tal “calombo”?

    Responder
  54. Kleber
    Kleber says:

    Bom dia Dr. Jorge

    Sofri uma queda de moto em Janeiro que me ocasionou uma LAC grau 5, infelizmente só consegui a cirurgia para o final desse mês de Junho, o método que será utilizado pelo cirurgião é o de retirada do joelho para enxerto no ombro, ele me disse que a cirurgia é de médio porte, bem invasiva com corte aproximado entre 15 a 20 cm, talvez tenha que serrar a ponta da clavícula etc…com recuperação bem lenta( 6 semanas de tipoia, 6 meses p/ recuperação total), porém eu li muito a respeito das técnicas cirúrgicas e percebi que várias delas são bem menos invasivas como Tight Rope e Weaver Dunn, a minha pergunta é a seguinte:
    O Sr. acredita que devo seguir o médico e realizar a cirurgia pelo método indicado, ou devo procurar outro profissional ( no caso o Sr.) e fazer a cirurgia por um método mais tranquilo, por Artroscopia por exemplo ???

    Responder
      • Kleber
        Kleber says:

        Bom dia Dr.
        Mas na sua opinião, o método cirúrgico está correto, seria esse mesmo o apropriado para o meu caso(pois já se passaram 6 meses) ou pode ser feito por um método eficaz e menos invasivo, se sim, gostaria de saber quais convênios o Sr. atende para esse procedimento ou qual o custo total para se fazer no particular ????

        Responder
  55. IOMAR FERREIRA DE LIMA
    IOMAR FERREIRA DE LIMA says:

    Boa tarde doutor. Há dois meses tive uma lesão acromioclavicular grau três, estou fazendo tratamento conservador e tenho melhorado significativamente. Minha dúvida é: após o tratamento posso voltar a jogar futebol?

    Responder
  56. washington luiz fonse de araujo
    washington luiz fonse de araujo says:

    Boa Tarde Doutor !!!

    Então, tive uma lesão acrômio clavicular ( Grau 3 ) , já faz 5 semanas, e os movimentos que nao conseguia fazer , estou conseguindo fazer, dou aula de zumba e power jump, primeira semana usei tipoia e nao fiz nenhuma atividade, a partir da segunda ja voltei a relizar alguns movimentos nas aulas mais sem força e hj meus movimentos estão voltando , mas ainda sinto um desconforto(uma pequena dor) dependendo do movimentos q faço.
    a pergunta que eu faço é: Essa dorzinha ela nao sumiu pq estou no processo de recuperação, e essa saliência q tem no ombro volta ao normal ou não ?

    Responder
  57. Valdeon
    Valdeon says:

    Olá boa noite!
    Dr, tive uma luxação no ombro no futebol, no dia 12/05/18 e foi constatado uma LAC III… Fui avaliado por 03 médicos porém um dizia que era cirúrgico e outro que não era… O terceiro, que foi uma consulta particular, disse que era pra eu retirar os remédios e evitar levantar o braço acima de 40 graus… e retornar depois de 20 dias. Só que sinto muita dor nas costas e um certo cansaço no braço, percebi um leve inchaço nas costas olhando pelo espelho… No meu caso já tem quase dois meses será que a cirurgia no meu caso é a melhor escolha?

    Responder
  58. Alexandro Monteiro
    Alexandro Monteiro says:

    Bom dia!
    Tive uma lesão AC grau 3. Após uma semana de tratamento com antiinflamatório e tipóia, retornei. Foi indicado imobilização por um mês para nova reavaliação, pois o médico não indicou cirurgia.
    Minha dúvida é, posso tirar a tipóia para dormir e por alguns momentos do dia (já que sinto pouca dor)? Não houve a indicação de gelo ou qualquer outra intervenção. Será que poderei jogar futebol novamente (sou goleiro)?
    Obrigado.

    Responder
  59. Lucas
    Lucas says:

    Olá doutor fiz uma cirurgia recentemente​ de lac grau 5 queria saber se depois de um tratamento adequado de fisioterapia tem a possibilidade de romper esses ligamentos?
    E outra como faço para q isso não aconteça novamente?Um método para fortalecer os ligamentos?

    Responder
  60. Gabriel
    Gabriel says:

    Dr tenho uma luxação grau 5 levava uma vida normal, mas de uns 4 meses pra cá quando eu voltei a fazer minhas atividades físicas como crossfit jiu-jitsu e musculação senti perda da sensibilidade e dores absurdas na parte da escapula e na clavicula sem contar a diferença de força do lado afetado e do lado sadio … Bom em fim minha pergunta principal é: Sou bem Jovem ainda e não tenho muitas condições financeiras para isso, mas gostaria de saber quanto custa esse tipo de cirurgia e se eu poderei voltar a fazer minhas atividades diárias normalmente. ( ja estou mais de 4 meses esperando pelo SUS e nada resolvido, portanto, tenho que optar pelo particular mesmo … nem que eu venda a minha moto ;'( ….

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Gabriel, os pacientes com luxação grau 5 podem ter os sintomas que vc refere que se devem pelo mau funcionamento da musculatura paraescapular – discinesia da escápula. Procure um especialista de ombro, provavelmente vc terá que ser submetido ao tratamento cirúrgico.

      Responder
  61. Alberlan
    Alberlan says:

    Boa noite Doutor. Numa queda de moto eu tive uma luxação acrômio clavícular grau 5. Como posso entrar em contato com o Senhor para uma avaliação e um possível procedimento cirúrgico??
    Agradeço sua atenção e aguardo sua resposta. Obrigado.

    Responder
  62. Danúbia Quintanilha
    Danúbia Quintanilha says:

    Boa tarde doutor
    Há uns dois meses eu tive uma queda da escada que ocasionou luxação grau 1. Fui ao médico e o mesmo disse pra eu usar a tipóia durante 10 dia. Ao retornar ele me passou 10 sessões de fisioterapia. Já fiz 5 sessões e ainda sinto dor, é normal?Outra dúvida, pratico crossfit, em quanto tempo mais ou menos vou poder voltar a praticar esse esporte?
    Desde de já grata.

    Responder
  63. Raimundo Sérgio de Menezes
    Raimundo Sérgio de Menezes says:

    Doutor, jogando basquete tive rompimento dos ligamentos da clavícula com o acrônimo de grau 5 .Fiz a cirurgia, e foi um fracasso.I que devo fazer pois os médicos que conheço dizem que as possibilidades de dar certo são mínimas. É verdade? RAIMUNDO SÉRGIO DE MENEZES.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Raimundo, é possível sim uma nova cirurgia. Para luxações acromioclaviculares crônicas ou revisões é necessário a utilização de enxertos de tendão para suprir a falta do ligamento. Procure um especialista de ombro e cotovelo.

      Responder
  64. Helis Soares De Lima
    Helis Soares De Lima says:

    Boa tarde Dr
    21/04/2018
    Eu sofri um acidente de moto
    Fui diagnosticado com uma
    Luxação acromioclavicular 3
    Passei por 2 ortopedista um sugeriu uma Cirurgia. Outro disse q não precisa de cirurgia. Ainda não fiz fisioterapia estou bem . Qual seria tua opinião para o grau 3.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Helis, algumas luxações acromioclaviculares grau 3 podem ser tratadas sem cirurgia. Mas cada caso precisa ser individualizado para saber qual a melhor forma de tratamento (cirúrgico x não-cirírgico). Procure um especialista de ombro e cotovelo.

      Responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] A luxação acromioclavicular pode ser diagnosticada por radiografias do ombro. Em casos mais leves, as radiografias podem ser normais, nestes casos a ressonância magnética pode confirmar o diagnóstico. Saiba mais no artigo sobre a Luxação acromioclavicular. […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *