Posts

Kinesio Tape no Ombro

Embora a fita cinesiológica, conhecida como Kinesio Tape, e outras “fitas atléticas” tenham existido por muitos anos, recentemente elas ganharam muita atenção, pois atletas famosos começaram a utilizar este recurso para lidar com lesões e apoiar o treinamento. Leia mais

Lesões comuns no Cotovelo de Lutador

O cotovelo de lutador é o nome genérico dado as doenças que acometem esta articulação nos praticantes de esportes de luta. Sabemos que estes atletas, devido as características destes esportes, acabam tendo uma maior incidência de lesões no cotovelo.  A magnitude e o número de lesões vão variar conforme o estilo da luta, no entanto verificamos que não importa qual seja o tipo, a propensão de lesão nessa articulação é maior que em outros esportes.

Leia mais

Cotovelo de tenista pode ser provocado pelo backhand com baixa técnica

A epicondilite é a causa mais comum de dor no cotovelo, aproximadamente 2 % da população sofrerá deste problema em alguma fase da vida.

A epicondilite lateral é também conhecida como cotovelo de tenista (tenis elbow), principalmente por ser uma lesão comum nesse esporte e representar de 5 a 10 % de total dos casos.

De 40 a 50 % dos tenistas sofrerão de dor no cotovelo decorrentes de uma epicondilite durante sua carreira, seja ela amadora ou não. A epicondilite medial é menos frequente, mas pode também acometer os tenistas. Leia mais

Crossfit com lesões no ombro e cotovelo

O CrossFit é o método de treinamento que mais ganha adeptos no mundo atualmente. É um programa de atividade física que utiliza força, velocidade, concentração, flexibilidade e condicionamento cardiorespiratório em movimentos funcionais e feitos em alta intensidade, no entanto também é um dos maiores motivos de reclamações de dores no ombro em pacientes que chegam ao meu consultório. Leia mais

Exercícios que podem ocasionar dores no cotovelo durante a musculação

A Dor no cotovelo durante a musculação ou em outras atividades na academia é uma queixa muito frequente entre os praticantes. Quinze por cento das lesões esportivas são nos cotovelos.

A atividade física, especialmente os exercícios de musculação, tem apresentado tendência crescente no número de praticantes. Entre os anos 2006 e 2014 houve um aumento de 50% no número de pessoas que praticam musculação no Brasil, totalizando aproximadamente 7 milhões de pessoas. Consequentemente, vemos um grande número de lesões no cotovelo secundárias a musculação.

Exercícios de fortalecimento muscular estão comumente associados a epicondilite medial e a tendinite do bíceps distal e muito embora existam muitas alternativas apresentamos aqui as principais causas dessas dores no cotovelo pelo que vejo em minha experiência.  Leia mais

Neste artigo, abordaremos resumidamente as principais causas de dor no cotovelo. A dor no cotovelo é muito frequente e pode ser extremamente incapacitante, dificultando atividades habituais da nossa vida diária como vestir-se, tomar banho, fazer a higiene pessoal e até comer. Leia mais

tendinopatia no cotovelo

A tendinopatia da origem comum dos extensores do antebraço é a principal causa de dor no cotovelo. Também é conhecida como epicondilite lateral ou cotovelo de tenista. Aproximadamente 2% da população terá um episódio de epicondilite lateral do cotovelo durante a vida. Esta doença está associada às atividades profissionais e esportivas. É muito comum em músicos, cozinheiros e quem trabalha diariamente com os computadores.

A tendinopatia da origem comum dos flexores do antebraço é a segunda causa mais comum de dor no cotovelo. É conhecida também pelo nome de epicondilite medial. Este problema é seis vezes menos frequente que a epicondilite lateral. É importante ressaltar que muitos pacientes são acometidos pela epicondilite medial e lateral simultaneamente. Leia mais

O músculo tríceps está localizado na região posterior (atrás) do braço e é responsável pela extensão (esticar) do cotovelo. É formado por três cabeças ou porções e se insere no olécrano. Leia mais

A Epicondilite lateral é a causa de dor mais comum do cotovelo, onde aproximadamente 2 % da população sofrerá deste problema em alguma fase da vida. Têm relação com a prática esportiva e com atividades ocupacionais.

Apesar de também ser conhecida como termo cotovelo de tenista, este esporte contribui com apenas 5 a 10 % dos casos. Entretanto, 40 a 50 % dos tenistas sofrerão de dor no cotovelo decorrentes da epicondilite lateral.

Outros esportes como baseball, natação e esportes de arremesso também causam epicondilites. Muitos casos estão associados a atividades ocupacionais como digitadores, motoristas, operários de linha de produção, cozinheiros, entre outros. Leia mais

A Epicondilite medial caracteriza-se por uma tendinopatia (tendinite) dos músculos flexores do punho que se originam na região do epicôndilo medial do cotovelo e está associada a algumas atividades esportivas como musculação, tênis e golfe, entretanto é muito mais comum em pacientes que realizam esforços repetitivos com o punho e antebraço durante suas atividades profissionais. Importante lembrar que esse tipo de epicondilite é seis a dez vezes menos comum que a epicondilite lateral e como especialista em ombro vejo a realidade desses números diariamente. Leia mais

Anestesia

As cirurgias do ombro são realizadas com anestesia geral. Devido a localização da articulação e posicionamento do paciente durante a cirurgia, não é possível realizar os procedimentos com anestesia local.

Na anestesia geral, é realizada a intubação endotraqueal, ou seja, é passado um tubo pela traqueia do paciente, que é conectado ao respirador. Por esse motivo, pode ocorrer pigarro e rouquidão após uma anestesia geral. Leia mais