Fratura da Clavícula

fratura_clavicula

A fratura da clavícula é uma lesão bastante comum, especialmente entre as crianças e os jovens. A clavícula conecta o tórax com o membro superior.

Ocorre por quedas sobre o ombro ou traumatismos diretos sobre a clavícula. Acontece frequentemente em quedas de moto, bicicleta ou da própria altura.

fratura-da-clavicula

Como é feito o diagnóstico?

Os pacientes com fratura da clavícula possuem dor e edema na região clavicular e dificuldade para elevar o ombro.

Com radiografias simples, o diagnóstico é feito.

fratura-clavicula-2

Como é o tratamento das fraturas da clavícula nas crianças?

A fratura da clavícula são as mais frequentes na infância. Nos recém-nascidos, prender a manga da roupa com um alfinete, imobilizando o membro superior já é o suficiente para manter seu filho confortável, sem dor e permitir a consolidação da fratura. Nas crianças maiores, o uso de uma tipoia por 3 a 4 semanas é o tratamento adequado.

Como é o tratamento das fraturas nos adultos?

Nos adultos, o tratamento deve ser individualizado levando em conta a presença de outras fraturas, desvio dos fragmentos e nível de atividade do paciente. Em 85% dos casos, as fraturas da clavícula ocorrem no seu terço médio. Nos pacientes com outras fraturas no mesmo ombro ou membro superior, o tratamento deve ser cirúrgico. Fraturas com encurtamento maior que 2 cm também devem ser tratadas cirurgicamente.

As demais podem ser tratadas não cirurgicamente com uso de tipoia por 1 mês. Alguns ortopedistas preferem a imobilização em 8, mas a literatura médica não mostra resultados superiores no uso desta imobilização e são mais desconfortáveis.

fratura-clavicula-3

Como é o  tratamento cirúrgico?

Na maioria das fraturas, o objetivo é fixar os fragmentos ósseos e estabilizá-los de modo a permitir uma movimentação e reabilitação precoce. Existem diversos métodos para fixar essa fratura. O método mais utilizado atualmente é a fixação com placas específicas para esse tipo de fratura, com características mecânicas que apresentam maior resistência e promovem maior estabilidade.

fratura-clavicula-4

29 respostas
  1. Samuel do Carmo Rodrigues
    Samuel do Carmo Rodrigues says:

    Fraturei minha clavícula, o médico disse que só trincou,hoje faz um mês, quanto tempo vou demorar para movimentar meu braço normalmente? Abraço.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Samuel,
      Fraturas da clavícula sem desvio precisam ficar imobilizadas por 1 mês aproximadamente. A fratura apresentando sinais de consolidação iniciamos o tratamento fisioterápico para restabelecer a movimentação do ombro. Em torno de 60 dias após a fratura, normalmente os pacientes estão com a movimentação normal do ombro. Mas sugiro você consultar seu médico ou um especialista de ombro e cotovelo. Ele juntamente com o fisioterapeuta programarão o melhor tratamento para cada fase da reabilitação
      A disposição

      Responder
  2. Santos
    Santos says:

    Dr. Jorge, uma fratura no terço médio da clavícula com desvio de ~2cm se consolidará corretamente com o tratamento conservador? Sei que o Sr. não está apto para fazer diagnóstico sobre meu caso, nem é isto o que peço. Apenas gostaria de saber se é melhor buscar outro profissional para tratar de minha lesão ou estou me preocupando à toa; temo que a fratura não se consolide da maneira desejada e eu possa ter problemas no futuro.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Santos, as fraturas da clavícula com desvio de até 2 cm podem geralmente ser tratadas não-cirurgicamente. Entretanto, durante a avaliação radiográfica da fratura, nós temos que observar o encurtamento da clavícula, o número de fragmentos, bem como o contato entre estes fragmentos da fratura. A idade do paciente, profissão, atividade esportiva e tabagismo devem ser considerados também na indicação do melhor tratamento para a fratura da clavícula. Portanto, busque uma reavaliação com um médico especialista em ombro e cotovelo, para definir qual o melhor tratamento para seu caso. Boa recuperação!

      Responder
  3. Alex
    Alex says:

    Dr. Jorge, sofri um acidente de moto 6 meses atrás (Janeiro, 2016) e fraturei a clavícula. Não fiz cirurgia. Queria saber se com esse tempo já posso voltar a executar exercícios normalmente como treinar na academia, pedalar e etc…

    Responder
  4. Franklin Areias
    Franklin Areias says:

    Olá Dr. Jorge Assunção, gostaria de saber sua opinião frente a um caso de fratura no terço médio da clavícula com desvio menor que 2 cm, visto que o paciente tem vinte e seis anos de idade, professor de educação física e pratica musculação. Nesse caso o senhor recomendaria o procedimento cirúrgico?

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Franklin,
      Fraturas com desvio menor que 2 cm geralmente são de tratamento não cirúrgico. Mas outras características da fratura como encurtamento e a presença de cominuição (3 ou mais fragmentos) pode alterar o plano de tratamento. As caracteristicas do paciente como idade e nível de atividade também são relevantes. É muito díficil dar uma recomendação sem avaliar pessoalmente o paciente e sua imagem radiográfica. Recomendo que o paciente discuta com seu médico as alternativas de tratamento ou consulte um especilista de ombro e cotovelo certificado pela SBCOC.

      Responder
  5. Marcos V. Oliveira
    Marcos V. Oliveira says:

    Bom dia Dr. Jorge.
    Quebrei minha clavícula relativamente leve e estou com a imobilização em oito a 3 semanas. Fui no médico (SUS) hoje para ver se ele autorizava a tirar essa imobilização e deixar eu usar uma tipoia para eu poder voltar a trabalhar, porem ele falou pra ficar mais 1 a 2 semanas com esta imobilização em oito. Gostaria de saber se pode ter algum problema em eu tirar antes do tempo, mas tendo a consciência de não fazer esforço algum no braço afetado? Pois não sinto dor no braço e vejo em vários casos que uma simples tipoia já é o suficiente para a recuperação.
    Aguardo resposta.
    Obrigado.

    Responder
  6. Laerte mendes
    Laerte mendes says:

    Boa noite dr.
    Fraturei a clavícula faz 30 dias e a aproximadamente há 15 dias realizei uma cirurgia com placa e parafusos, já não sinto dor alguma e consigo movimentar o braço normalmente. Minha dúvida é se existe a possibilidade de ser liberado para o trabalho com 30 dias após a cirurgia, isto é , se com 30 dias depois da cirurgia já é possível o osso ter cicatrizado? Trabalho com motocicleta.
    Desde já fico grato pela ajuda doutor.

    Responder
  7. Tiago Santos
    Tiago Santos says:

    Bom dia.
    Tenho uma fratura de clavícula e preciso operar urgente e tenho plano bradesco perfil sp e moro em taubate sp .
    Tenho todos rx onde cai de bike em uma competição domingo passado. Preciso de cirurgia urgente.
    Tem como me operar urgente por favor. Não aguento as dores.
    Obrigado

    Responder
  8. Reginabarbosa
    Reginabarbosa says:

    Bom dia, Dr Jorge! Eu fraturei a clavícula no dia 27/07 em um capotamento de carro. eu fiquei presa e curiosos tiraram me antes do socorro chegar. Fui socorrida no hospital e lá não havia ortopedia, então o clínico mandou fazer uma imobilizacão em 8. Fiquei um mês assim e posteriormente tirei a imobilização. O osso estava muito afastado, então um ortopedista colocou um gesso e fiquei 22 dias e nada de consolidação. Posteriormente o médico imobilizou novamente agora em 8 e diz que eu tenho que ficar mais um mês e não posso levantar os braços. Eu sinto muita dor, isso não seria caso cirúrgico?

    Responder
  9. Ranulfo
    Ranulfo says:

    No dia 11/12/16 cai de moto e fraturei a clavícula no terço médio em fratura cominutivas, foi feito procedimento cirúrgico e colocado uma placa.
    Com cinco meses voltei ao trabalho e até então não sentia nada de anormal a não ser um certo incômodo por causa da placa e por é uma leve dor, recuperei a mobilidade e a força do braço sem fisioterapia.
    Trabalho em um laticínio onde antes de fazer a cirurgia trabalhava mais dentro do laboratório e computador.
    Hoje realizo trabalhos fora do laboratório, tais como subir em caminhões para coleta, carregamento e descarga de leite, trabalho que exige certo esforço físico.
    Nós últimos 25, 30 dias estou notando que a placa e o osso estão se distanciando e sentindo um pouco de dor, foi feito RX e o laudo do exame fala o seguinte.
    Controle de fratura no 1/3 médio da clavícula, alinhada fixada por placa e parafusos e não consolidada.
    Tenho prótese bilateral de quadril, e todas as duas cirurgias foram extremamente bem recuperadas e sem nenhum transtorno!!
    Qual motivo dessa não consolidação?
    Obs: um ano e quatro meses sem fumar antes da cirurgia, depois da mesma fumei até início de agosto e parei de novo.
    Obrigado pela atenção!!

    Responder
  10. Samuel Matos
    Samuel Matos says:

    doutor, fraturei a clavícula a um tempo, já realizo movimentos normalmente.

    passei em um concurso público que exige que o candidato não apresente
    “deformidades ou sequelas de fraturas com comprometimento do alinhamento, simetria e função do segmento afetado”

    como o me recuperei pelo método conservador e o osso ficou “alterado e com calo ósseo” corro o risco de ser considerado inapto no exame e no eventual laudo médico?

    Responder
  11. David
    David says:

    Boa noite Dr Jorge,

    Fratura da clavicula com consolidação viciosa, normalmente causa dores na escapula? Depois de 10 anos é indicado cirurgia para correção e reposicionamento do osso?
    obg

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      David, bom dia! Fraturas com consolidação viciosa da escápula podem causar dor ao redor da escápula e alterar a movimentação da mesma (discinesia da escápula). Em relação ao tratamento, este deve ser individualizado em relação aos sintomas do paciente e a quantidade de encurtamento da clavícula. Sugiro vc procurar um especialista de ombro para uma avaliação.
      Att,

      Responder
  12. Juliana estelita
    Juliana estelita says:

    Bom dia Dr.Jorge
    Sofri um acidente de carro há 40 dias e não imobilizarão minha clavícula pois fraturei duas costelas e o acetábulo . Hj fui tirar um novo raio x da clavícula e está quebrada em três pedaços e os ossos estão muito fora do lugar e eles disseram que meu ombro está reduzido (pra dentro). Recebi um encaminhamento para marcar a cirurgia de clavícula. Será que foi erro deles por não ter imobilizado na hora que sofri o acidente?! Qual anestesia que eles me dão e quanto tempo dura uma cirurgia dessa?! Tem algum risco?! Estou com medo de fazer, mas sei que é o melhor a fazer hj, pois não pego em uma colher, tudo que é pesado e tudo causa dor. Muito obrigada

    Responder

Deixe um comentário

Faça sua pergunta!
Tire suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *