Fratura da Clavícula

fratura_clavicula

A fratura da clavícula é uma lesão bastante comum, especialmente entre as crianças e os jovens. A clavícula conecta o tórax com o membro superior.

Ocorre por quedas sobre o ombro ou traumatismos diretos sobre a clavícula. Acontece frequentemente em quedas de moto, bicicleta ou da própria altura.

fratura-da-clavicula

Como é feito o diagnóstico?

Os pacientes com fratura da clavícula possuem dor e edema na região clavicular e dificuldade para elevar o ombro.

Com radiografias simples, o diagnóstico é feito.

fratura-clavicula-2

Como é o tratamento das fraturas da clavícula nas crianças?

A fratura da clavícula são as mais frequentes na infância. Nos recém-nascidos, prender a manga da roupa com um alfinete, imobilizando o membro superior já é o suficiente para manter seu filho confortável, sem dor e permitir a consolidação da fratura. Nas crianças maiores, o uso de uma tipoia por 3 a 4 semanas é o tratamento adequado.

Como é o tratamento das fraturas nos adultos?

Nos adultos, o tratamento deve ser individualizado levando em conta a presença de outras fraturas, desvio dos fragmentos e nível de atividade do paciente. Em 85% dos casos, as fraturas da clavícula ocorrem no seu terço médio. Nos pacientes com outras fraturas no mesmo ombro ou membro superior, o tratamento deve ser cirúrgico. Fraturas com encurtamento maior que 2 cm também devem ser tratadas cirurgicamente.

As demais podem ser tratadas não cirurgicamente com uso de tipoia por 1 mês. Alguns ortopedistas preferem a imobilização em 8, mas a literatura médica não mostra resultados superiores no uso desta imobilização e são mais desconfortáveis.

fratura-clavicula-3

Como é o  tratamento cirúrgico?

Na maioria das fraturas, o objetivo é fixar os fragmentos ósseos e estabilizá-los de modo a permitir uma movimentação e reabilitação precoce. Existem diversos métodos para fixar essa fratura. O método mais utilizado atualmente é a fixação com placas específicas para esse tipo de fratura, com características mecânicas que apresentam maior resistência e promovem maior estabilidade.

fratura-clavicula-4

10 respostas
  1. Samuel do Carmo Rodrigues
    Samuel do Carmo Rodrigues says:

    Fraturei minha clavícula, o médico disse que só trincou,hoje faz um mês, quanto tempo vou demorar para movimentar meu braço normalmente? Abraço.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Samuel,
      Fraturas da clavícula sem desvio precisam ficar imobilizadas por 1 mês aproximadamente. A fratura apresentando sinais de consolidação iniciamos o tratamento fisioterápico para restabelecer a movimentação do ombro. Em torno de 60 dias após a fratura, normalmente os pacientes estão com a movimentação normal do ombro. Mas sugiro você consultar seu médico ou um especialista de ombro e cotovelo. Ele juntamente com o fisioterapeuta programarão o melhor tratamento para cada fase da reabilitação
      A disposição

      Responder
  2. Santos
    Santos says:

    Dr. Jorge, uma fratura no terço médio da clavícula com desvio de ~2cm se consolidará corretamente com o tratamento conservador? Sei que o Sr. não está apto para fazer diagnóstico sobre meu caso, nem é isto o que peço. Apenas gostaria de saber se é melhor buscar outro profissional para tratar de minha lesão ou estou me preocupando à toa; temo que a fratura não se consolide da maneira desejada e eu possa ter problemas no futuro.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Santos, as fraturas da clavícula com desvio de até 2 cm podem geralmente ser tratadas não-cirurgicamente. Entretanto, durante a avaliação radiográfica da fratura, nós temos que observar o encurtamento da clavícula, o número de fragmentos, bem como o contato entre estes fragmentos da fratura. A idade do paciente, profissão, atividade esportiva e tabagismo devem ser considerados também na indicação do melhor tratamento para a fratura da clavícula. Portanto, busque uma reavaliação com um médico especialista em ombro e cotovelo, para definir qual o melhor tratamento para seu caso. Boa recuperação!

      Responder
  3. Alex
    Alex says:

    Dr. Jorge, sofri um acidente de moto 6 meses atrás (Janeiro, 2016) e fraturei a clavícula. Não fiz cirurgia. Queria saber se com esse tempo já posso voltar a executar exercícios normalmente como treinar na academia, pedalar e etc…

    Responder
  4. Franklin Areias
    Franklin Areias says:

    Olá Dr. Jorge Assunção, gostaria de saber sua opinião frente a um caso de fratura no terço médio da clavícula com desvio menor que 2 cm, visto que o paciente tem vinte e seis anos de idade, professor de educação física e pratica musculação. Nesse caso o senhor recomendaria o procedimento cirúrgico?

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Franklin,
      Fraturas com desvio menor que 2 cm geralmente são de tratamento não cirúrgico. Mas outras características da fratura como encurtamento e a presença de cominuição (3 ou mais fragmentos) pode alterar o plano de tratamento. As caracteristicas do paciente como idade e nível de atividade também são relevantes. É muito díficil dar uma recomendação sem avaliar pessoalmente o paciente e sua imagem radiográfica. Recomendo que o paciente discuta com seu médico as alternativas de tratamento ou consulte um especilista de ombro e cotovelo certificado pela SBCOC.

      Responder

Deixe um comentário

Faça sua pergunta!
Tire suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *