É provável que a maioria de nós não saiba da importância do ombro, mas normalmente isso ocorre até termos dor e dificuldade para mover esta articulação. A dor no ombro pode incomodar muito e ser proveniente de diversos tipos de problemas, mas notamos uma grande incidência principalmente de doenças relacionadas ao manguito rotador, que pode tornar as atividades diárias como escovar os dentes, tomar banho, se vestir, pentear os cabelos e até dormir; difíceis e frustrantes.

O ombro humano é feito de um sistema um tanto complicado de ossos, articulações, tecido conjuntivo e músculos que fornecem o suporte necessário para que o braço funcione da forma correta.

Acredita-se que as extremidades superiores podem realizar mais de 1600 posições dentro do espaço tridimensional da articulação do ombro.

Desde que o ombro esteja funcionando corretamente, atividades complicadas como lançar uma bola, usar uma pá, varrer, escalar, levantar peso e nadar, não só são possíveis, mas divertidas. Um ombro funcionando de modo adequado é vital para as nossas atividades, sejam elas esportivas ou do cotidiano.

Na verdade, dor crônica no ombro, aquela que dura mais de algumas semanas e pode até durar alguns meses, é o problema nas extremidades superiores mais comum de ser relatado em atletas, tantos por amadores como por profissionais.

O que é exatamente o Manguito Rotador?

O manguito rotador é um grupo de tendões e músculos localizado no ombro e na região superior das costas, que conecta o braço à escápula. Os tendões do manguito rotador proporcionam estabilidade à área do ombro e os músculos permitem que o ombro rotacione.

Seu ombro é constituído de três ossos: o úmero, a escápula, e a clavícula. O ombro tem uma articulação do tipo bola e soquete, onde a bola (ou cabeça) do osso do seu braço encaixa com perfeição em uma cavidade rasa (soquete) na região da escápula.

Os tendões do manguito rotador e seus respectivos músculos têm um importante papel na estabilidade do ombro. Há uma rede de quatro músculos que se unem em tendões para formar uma cobertura em torno da cabeça do úmero que é o que chamamos de manguito rotador.

Estrutura anatômica do manguito rotador

A rotação e a habilidade de levantar os braços vem do manguito rotador, então como você pode imaginar, quando temos estes tendões lesados, estas atividades podem estar prejudicadas.

Os músculos do manguito rotador são o redondo menor, o infraespinhal, o supraespinhal e o subescapular. Há também o que é conhecido como bolsa sinovial, ou bursa, que se localiza entre o manguito rotador e o osso no topo do ombro, de nome acrômio. A bursa é o que permite os tendões do manguito rotador se moverem com liberdade e deslizarem quando a pessoa se movimenta ou se exercita. Quando os tendões do manguito rotador são lesionados ou danificados, esta bolsa também pode se inflamar e se tornar dolorida.

Lesões comuns do manguito rotador & Causas

Uma lesão no manguito rotador é o ferimento mais comum na região do ombro e pode ser uma pequena lesão ou até uma ruptura completa do tendão. Os sintomas podem incluir fraqueza e/ou dor no braço. É a causa mais comum a de dor e incapacitação no ombro entre os adultos. Além de uma ruptura no manguito rotador, a dor no ombro pode ser causada pelos seguintes problemas:

  • Tendinite do Manguito Rotador;  o uso repetitivo dos braços em posições suspensas em atividades como jardinagem, varrer, carpintaria, faxina, cavar, jogar tênis, golfe, natação ou praticar lançamentos.
  • Síndrome de impacto do Manguito Rotador (Ombro de Nadador) ocorre quando os tendões do manguito rotador são espremidos entre o úmero e um osso próximo de nome acrômio.
  • Ombro congelado ocorre quando o úmero “se esfrega” na escápula causando dor e rigidez no ombro.
  • Bursite Subacromial acontece quando há inflamação da pequena bolsa sinovial, a bursa, que amortece o contato dos tendões do manguito rotador com o osso acrômio.

Sintomas de Problemas no Manguito Rotador

Uma lesão na região do manguito rotador pode ser muito dolorosa e desagradável ao levantar o braço lateralmente. Dor intensa com alguns movimentos e até uma sensação de estalos e fraqueza imediata na região são sinais.Quando um ou mais dos tendões do manguito rotador são rompidos, o tendão não liga mais a totalidade da cabeça do úmero. A maior parte das rupturas ocorrem no músculo e no tendão supraespinhal. No entanto, outras partes do manguito rotador podem se envolver em uma lesão.

Rupturas que se desenvolvem devagar e ao longo do tempo, por conta de uso excessivo, causam dor e fraqueza. É possível sentir dor na região do ombro ao levantar o braço ao lado, ou sentir uma dor que se alastra para baixo do braço. A dor pode ser moderada ou só ser notada quando se faz atividades comuns que exigem o levantamento do braço acima da cabeça. Com o tempo, a dor se torna mais presente, mesmo se o braço estiver em repouso. Alguns dos sintomas mais comuns de uma ruptura no manguito rotador incluem:

  • Dor no ombro durante o repouso ou à noite, principalmente ao se deitar sobre o ombro afetado
  • Dor ao levantar ou baixar o ombro em atividades específicas
  • Fraqueza ao levantar o rotacionar o braço em direções diferentes
  • Crepitação, que é um som ou sensação de moagem, provocados pela fricção entre o osso e a cartilagem, ou sensação crepitante ao mover o ombro em certas posições

10 tratamentos naturais para dores e/ou lesões no manguito rotador

Identificar cedo o problema e obter tratamento correto são críticos para se alcançar os melhores resultados por isso sempre procure um médico ortopedista antes de tomar qualquer tipo de iniciativa. Dependendo do paciente e das características gerais de seu cotidiano e de sua lesão, tratamentos naturais podem ser aplicados com boa eficácia.

1. Gelo

Se você sabe que se lesionou, certifique-se de aplicar uma compressa de gelo na área assim que se machucar. Ao fazer isso, a inflamação e o inchaço irão diminuir (e com sorte a dor no manguito rotador).

Se a compressa de gelo estiver muito gelada, cubra o ombro com uma toalha fina ou uma camiseta de algodão limpa. Aplique a compressa por 15 minutos a cada hora nas primeiras horas, e depois por três vezes ao dia até que esteja livre de dor.

2. Descanso

Muitas vezes, a primeira coisa a se fazer com qualquer lesão, ou mesmo possível lesão é descansar. Descanso pode incluir dormir mais, mas também limitar as atividades que exigem elevar o braço acima da cabeça. Seu médico pode recomendar o uso de uma tipoia para ajudar a proteger a região do ombro e mantê-la imóvel.

De modo geral, para que a recuperação aconteça, a inflamação precisa ser reduzida. Uma das formas de conseguir isso é evitar atividades que causem dor no ombro. Se tiver dor no manguito rotador ou uma lesão e continuar a usar o ombro, pode ser que cause ainda mais danos. Por exemplo, uma ruptura do manguito rotador pode se tornar mais ampla e inflamar mais com o tempo.

3. Compressa Quente

Com o calor pode se acelerar o processo de recuperação, o fisioterapeuta também pode usar uma compressa quente e úmida por 15 a 20 minutos antes do exercício, e pode ser útil fazer o mesmo em casa. No entanto não é consenso e diversos profissionais acreditam que o calor é superficial demais, por isso recomendam a utilização do ultrassom.

4. Alimentos anti-inflamatórios e analgésicos naturais

Mesmo que alguns medicamentos possam reduzir a dor e o inchaço, eles também podem ser perigosos. Então, quando for possível, opte por métodos não sintéticos, como evitar alimentos altamente inflamatórios, como batata frita, pipoca de microondas e bebidas alcoólicas.

Considere consumir alimentos anti-inflamatórios que irão auxiliar uma cicatrização mais rápida e também proporcionar outros benefícios a sua saúde. Existem alguns analgésicos naturais incríveis para dor no ombro e tendinite no manguito rotador que podem ser muito úteis. Peixes ricos em ômega-3 e frutas vermelhas como romã são alguns exemplos.

5. Fisioterapia

De modo geral, a fisioterapia pode ser um dos melhores tratamentos a longo prazo.  Evidências conseguidas através de estudos clínicos sugerem que a fisioterapia com exercícios preestabelecidos podem ajudar na recuperação de diversas condições e lesões dos ombros. A fisioterapia envolve diversos exercícios que podem melhorar a flexibilidade e a força dos outros músculos do manguito rotador que, no fim, proporciona suporte para o ombro e a cicatrização.

6. Estimulação Elétrica transcutânea

Estimulação Elétrica Transcutânea (TENS ou TNS) é o uso da corrente elétrica produzida por um aparelho de modo a estimular os nervos com fins terapêuticos para tratar dor. Uma meta-análise publicada na revista médica Current Rheumatology Reports mostrou os efeitos positivos que o tratamento com estimulação elétrica produz em relação ao alívio da dor musculoesquelética crônica, e estudos controlados mostraram, de forma consistente, os efeitos da TENS em patologias agudas e também em dores pós-cirúrgicas. Normalmente o aparelho de TENS será usado no início do tratamento com a fisioterapia.

7. Ultrassom

Para aumentar o fluxo sanguíneo para o tecido danificado, reduzir a inflamação e acelerar o processo de recuperação. O ultrassom pode aquecer os tecidos profundos e tratar a dor no manguito rotador. Lembre-se que o aparelho deve ser manipulado por profissionais capacitados, no Brasil normalmente profissionais de fisioterapia.

 8. Fortalecimento

Exercícios específicos podem ajudar a restaurar os movimentos e fortalecer o seu ombro e os músculos e tendões que o sustentam. O objetivo é fortalecer os músculos que mantêm o ombro no lugar de modo que você obtenha o tão necessário alívio da dor ao mesmo tempo que previne lesões adicionais à área.

9. Alongamento

Além do fortalecimento, há o outro lado da moeda da reabilitação: a prática de exercícios de alongamento. Estes exercícios podem ajudar a melhorar a flexibilidade e a amplitude de movimento, mas tenha em mente que leva tempo e precisa haver o comprometimento em executar esses exercícios. Mas não esqueça que caso sinta qualquer dor ao realizar esses exercícios, por favor, pare na mesma hora e consulte seu médico.

10. Acupuntura

Um estudo de 2012 realizado pelo Departamento de Epidemiologia e Bioestatística do hospital Sloan-Kettering Memorial em Nova Iorque teve como objetivo determinar os efeitos da acupuntura em quatro condições crônicas: dor no pescoço e coluna, artrite, dor de cabeça crônica e dor no ombro.

Os pesquisadores analisaram estudos clínicos que envolveram mais de 17.000 pacientes, e os resultados mostraram que quem recebeu acupuntura teve menos dor que os pacientes no grupo-controle placebo. A conclusão foi de que a acupuntura é eficaz no tratamento de dor crônica e é “mais que apenas um efeito placebo, portanto é uma opção razoável de indicação de tratamento por parte dos médicos.”

Exercícios e Alongamentos para o Manguito Rotador

Como mencionei mais acima, um programa de condicionamento físico adequado exige dedicação e tempo, mas você verá grandes resultados. Tente realizar este programa por 4 a 6 semanas, a menos que seu médico  especifiquem outra duração.

Assim que você se recuperar, pode querer continuar com estes exercícios como parte de um ótimo programa de manutenção. Executar esses exercícios de 2 a 4 dias por semana pode ajudar a manter a força e a amplitude de movimento de seus ombros.

Aquecimento

É melhor aquecer os músculos antes de executar estes, ou quaisquer exercícios. Escolha uma atividade de baixo impacto para realizar por 10 minutos como caminhada, bicicleta ergométrica, movimentação circular ou elíptica dos ombros: para frente e para trás, enquanto caminha.

Lembre-se: Você não deve sentir dor durante o exercício. Fale com seu médico ou fisioterapeuta caso sinta qualquer dor enquanto se exercitar. Se não tem certeza de como fazer um exercício, e/ou com que frequência o realizar, contate seu médico ou fisioterapeuta.

Exercícios para o Manguito Rotador

Quando a musculatura do manguito rotador está enfraquecida, diversos problemas podem surgir, como tendinopatias ou ruptura de suas fibras tendíneas. Por isso, fortalecer o manguito é super recomendado principalmente para quem mais precisa como atletas e idosos.

Elevação Lateral

O movimento de abdução do ombro, trabalha diretamente o músculo supraespinhal, que compõe o manguito rotador. Também é muito importante por trabalhar o músculo deltoide, principalmente a porção lateral.

Pode ser executado de pé ou sentado, realizando a elevação bilateralmente.

Ainda é possível realizar a elevação lateral com o cotovelo flexionado, que vai ativar diretamente os músculos do manguito rotador, trazendo uma variação bem diferente e funcional.

Se você estiver em fase de recuperação de algum tipo de lesão o mais indicado, além de ter a orientação de um fisioterapeuta, é executar o mesmo um pouco abaixo da linha do ombro e com a pegada aberta.

Elevação Lateral de Ombro com Apoio

Essa variação trabalha mais intensamente o músculo supraespinhoso. Ao inclinar-se, a direção gravitacional da carga se torna diferente, por esse motivo, essa variação pode ser interessante para quem  deseja intensificar o exercício de elevação lateral.

Rotação Interna com Polia

Esse exercício trabalha de maneira mais enfática o músculo subescapular, provavelmente é o mais realizado quando pensamos em manguito.

Deve ser realizado com uma polia, na altura da cintura. O indivíduo deve segurar o pegador com a mão mais próxima da polia, com o polegar apontando para cima e puxá-lo no movimento de “fechar o braço” como na imagem abaixo.

Veja 10 exercícios para fortalecer o Manguito rotador

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta