A capsulite adesiva, também conhecida como ombro congelado, é uma doença com cura espontânea, no entanto isto não significa que não deve ser feito nenhum tratamento. Por se tratar de uma doença dolorosa e que atrapalha muito o cotidiano, seguir o protocolo de tratamento para a capsulite adesiva é altamente recomendado para que o tempo de reabilitação seja menor.

Talvez o passo mais importante é ter um diagnóstico bem feito. Segundo a Revista Brasileira de Ortopedia, a capsulite não é a única causadora de rigidez dolorosa do ombro, que pode também estar presente em outras doenças que acometem esta articulação, como a artrose do ombro, tendinite calcária e as lesões do manguito rotador.

Geralmente, o tratamento não cirúrgico é indicado inicialmente por 6 meses. Caso não haja progresso ou a condição clínica piore pode ser indicado a cirurgia.

Entretanto, mais de 90% dos pacientes melhoram com o tratamento não cirúrgico.

Fases da capsulite adesiva e seus sintomas

Protocolo de tratamento para a capsulite adesiva na fase inicial

Na fase inicial da doença que é inflamatória, o protocolo de tratamento para a capsulite adesiva se baseia em analgésicos, antiinflamatórios e compressas de gelo são a base do tratamento.

Nesta fase, o paciente precisa mais do que tudo melhorar a dor e controlar a inflamação, enquanto alongamentos excessivos podem inclusive piorar os sintomas, aumentar o processo inflamatório e a duração da doença.

ombro congelado inflamado

Comparação entre ombro normal e com capsulite adesiva

O médico deve analisar o paciente e dependendo do caso pode ainda recomendar algumas opções nessa fase como a infiltração, geralmente em ambiente hospitalar, sob sedação, e com controle do posicionamento correto da agulha na articulação com auxílio de ultrassom ou fluruoscopia.

Protocolo na fase de rigidez

Na fase de rigidez da doença, exercícios para alongamento e ganho da movimentação passam a ser primordiais. O acompanhamento desses exercícios por um fisioterapeuta costuma evoluir com melhores resultados.

Também existe uma boa evidência para a eficácia da terapia a laser e do aquecimento profundo. Especialmente, se forem aplicados como adjuvantes a outras modalidades de tratamento, como as técnicas de mobilização ou programas de exercícios na fisioterapia.

Fisioterapia

A fisioterapia é um dos tratamentos mais prescritos pelos ortopedistas para a capsulite adesiva. Ela tem papel importante na prevenção da redução da amplitude de movimento do ombro na fase de congelamento e no restabelecimento da movimentação do ombro na fase de descongelamento.

Tratamento fisioterápico na capsulite adesiva

Tratamento fisioterápico na capsulite adesiva

Muitos artigos científicos comprovam que exercícios de alongamento no limite da dor dos pacientes são benéficos. Exercícios realizados em casa também parecem fornecer resultados consistentes no tratamento da capsulite adesiva.

Outras opções na fase de rigidez

Existem outras opções na fase de rigidez mas depende de cada caso e uma avaliação minusciosa do médico especialista. Um exemplo é o bloqueio do nervo supraescapular, em que alguns estudos demostram resultados com melhora da dor em pacientes com ombro congelado. Este método de tratamento pode ser utilizado em casos refratários a outras terapias para controle da dor.

A infiltração sob anestesia com distensão hidraúlica da articulação e manipulação, também é bastante efetiva nesta fase da doença e pode ser uma opção para um ganho de movimentação mais rápido, evitando em muitos casos um tratamento cirúrgico.

Protocolo para Tratamento cirúrgico

Quando a rigidez e a diminuição dos movimentos do ombro persistem, apesar do tratamento fisioterápico por um período prolongado, a cirurgia está indicada.

Importante salientar que a cirurgia só deve ser realizada quando o paciente já passou da fase inflamatória da doença. Quando os sintomas de dor já melhoraram e a principal queixa é a rigidez do ombro.

O procedimento cirúrgico é realizado por uma técnica minimamente invasiva chamada artroscopia do ombro. Nesta técnica, a cápsula e outras estruturas espessadas e contraídas são visualizadas e liberadas. Com isto, o paciente tem um ganho imediato da movimentação.

capsulite adesiva tratamento

cirurgia de capsulite adesiva

Após a cirurgia, porém, para evitar que a cápsula cicatrize de maneira contraída, uma boa fisioterapia torna-se necessária.

Quer saber mais? Leia o artigo completo sobre Capsulite Adesiva!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta