A osteoartrose, osteoartrite ou simplesmente artrose do ombro é uma doença caracterizada por um desgaste da cartilagem que recobre os ossos da cabeça do úmero e da glenoide (escápula). Uma articulação para ter uma movimentação adequada e sem dor precisa ter suas superfícies recobertas de cartilagem saudáveis, lisas e bem lubrificadas.

Na artrose do ombro ocorre um desgaste da cartilagem causando dor no ombro e diminuição da movimentação. A artrose do ombro é muito menos frequente que a artrose do joelho ou quadril.

desgaste da cartilagem causando dor no ombro

desgaste da cartilagem causando dor no ombro

Tenho artrose da articulação acromioclavicular é a mesma coisa?

Não, estamos falando da artrose da articulação glenoumeral, isto é, entre a cabeça do úmero e a escápula. A artrose da articulação acromioclavicular (articulação entre a clavícula e o acrômio) é extremamente frequente na população e sem sintomas na grande maioria dos pacientes.

Eventualmente pode ocasionar dor nos pacientes. O tratamento para a artrose desta articulação é sempre inicialmente não cirúrgico, com medicamentos e fisioterapia.

A) Artrose do ombro (glenoumeral) B)Artrose acromioclavicular

A) Artrose do ombro (glenoumeral) B)Artrose acromioclavicular

Quais são as causas da artrose do ombro?

A maioria dos casos de artrose não tem uma causa conhecida e são chamadas de artroses primárias. Provavelmente fatores genéticos pouco conhecidos ocasionam o desgaste da articulação.

Mas existem casos onde as causas são conhecidas. Entre elas temos as fraturas prévias, doenças reumatológicas e a osteonecrose (infarto ósseo).

Existem também pacientes com lesões grandes e crônicas do manguito rotador que podem desenvolver um desgaste da cartilagem do ombro chamada de artropatia do manguito rotador.

A) Artrose do ombro primária B) Artrose por doença reumatológica C) Artropatia do manguito rotador

A) Artrose do ombro primária B) Artrose por doença reumatológica C) Artropatia do manguito rotador

Quais são os sintomas

Os principais sintomas são dores no ombro e dificuldade para realizar os movimentos com o ombro.

Nos casos mais graves, a dor costuma ser intensa e não melhora com analgésicos convencionais.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico pode ser feito pela radiografia convencional, noentanto a ressonância magnética pode ser solicitada para avaliar outras lesões associadas.

A soliticação da ressonância pode ser uma boa prática para validar se o paciente só tem essa lesão ou mais alguma no ombro, e definir o tratamento completo mais adequado.

Como é o tratamento da osteoartrose do ombro?

Infelizmente, a artrose do ombro é uma doença que não podemos impedir sua progressão, entretanto algumas medidas como o fortalecimento e alongamento dos músculos do ombro, bem como a restrição de atividades repetitivas com os ombros podem retardar sua evolução.

Pode ser também utilizado medicamentos que favorecem o metabolismo da cartilagem e a produção do líquido articular que nutre e lubrifica a articulação.

Entre estas medicações, temos a condroitina e a glicosamina por via oral e o ácido hialurônico por via injetável.

Para diminuir a dor, analgésicos, antiinflamatórios e o tratamento fisioterápico devem ser utilizados.

Quando o tratamento cirúrgico deve ser indicado?

A cirurgia é indicada quando os sintomas não melhoram com as medidas não cirúrgicas descritas acima. Evidentemente que casos de artrose leve e moderada respondem melhor ao tratamento clinico.

As artroses graves, correspondem a maioria dos casos que serão submetidas ao tratamento cirúrgico mas sempre é necessário a avaliação de um ortopedista especializado em ombro para definir a melhor forma de atuar.

Quais são as opções do tratamento cirúrgico?

Eventualmente, quando a artrose é leve, pode ser indicado o tratamento por artroscopia, entretanto, a técnica mais utilizada é a prótese ou artroplastia do ombro, onde a articulação com artrose é substituída por componentes metálicos.

Existem diferentes tipos de prótese e cada uma têm suas indicações especificas:

  • A prótese tipo resurfacing e a artroplastia parcial envolvem a substituição apenas do úmero, sem colocação de um implante na glenoide (escápula). São indicadas em pacientes mais jovens e com artrose acometendo somente o úmero.
  • A artroplastia total, onde são substituídas a cabeça do úmero e a glenoide, é indicada na maioria dos casos. A artroplastia reversa é utilizada nas artroses associadas a lesões do manguito rotador.
A) Prótese “resurfacing” B)Prótese total do ombro C) Prótese reversa do ombro

A) Prótese “resurfacing” B)Prótese total do ombro C) Prótese reversa do ombro

Como é o pós-operatório?

O paciente deve ficar imobilizado por 1 mês com uma tipoia, posteriormente é iniciado o tratamento fisioterápico para recuperar a movimentação do ombro.

Os exercícios de fortalecimento são iniciados após o terceiro mês de pós-operatório.

10 respostas
  1. Karina
    Karina says:

    Após 2 anos de uma cirurgia (artroplastia – prótese do ombro), o que pode ocasionar um inchaço na região superior do ombro? Além do inchaço, a região fica quente e vermelha, entretanto sem dor. Os sintomas melhoram com anti-inflamatórios.

    Responder
  2. Helen Diniz
    Helen Diniz says:

    Dr. Tenho osteonecrose do quadril esquerdo já com indicação cirurgica. Mas recetemente o quadril direito começou a apresentar as mesmas dores do esquerdo e agora o ombro direito. É possível ocorrer artrose em todas as articulações. Estou ficando desesperada. Pois ja tomei artrolive, condres e atualmente tomo o artrodar.

    Responder
    • Dr. Jorge Assunção
      Dr. Jorge Assunção says:

      Helenilde,
      A osteonecrose é uma das causas de osteoartrose. É pouco frequente o acometimento de múltiplas articulações, em torno de 3%, mas é possível. Recomendo que seja novamente reavaliada por um médico ortopedista e faça uma radiografia e ressonância magnética das articulações com dor.

      Responder
  3. rodrigo
    rodrigo says:

    doutor tive uma luxação anterior do ombro fazendo musculação por execesso de carga, foi fazendo um exercício chamado pullover fui instruido por um estagiário a aumentar a carga e aconteceu o pior, só foi em 1 ombro mais o meu ortopedista indicou cirurgia caso fosse práticar esportes, ele disse que n houve lesão ossea mais a chance de ocorrer uma reicidivante é alta, só fez 2 exames o raio x e uma tomografia a dúvida é a seguinte faz 3 meses que ocorreu esse caso e ainda estou limitação de movimento na rotação externa e na elevação do ombro a musculatura parece travar com o movimento sinto dores quando tento forçar o movimento poderia ser isso uma indicativo tbm de uma artrose tenho 20 anos

    Responder
      • Rodrigo
        Rodrigo says:

        doutor a redução do meu ombro não foi a melhor possível, já que o ortopedista demorou 40 min pra chegar e depois disso foram gasto mais 30 minutos tentando reduzir o ombro com a técnica da cadeira depois foi para o lençol até que me deram um sedativo, hoje completou 4 meses da luxação ainda não consigo fazer a rotação externa, o meu ombro luxado em comparação com saudável está um pouco mais baixo além de ter um ponta do osso visível, não sei se o ombro voltou para o local anatômico, estava vendo vídeos dos EUA na redução do ombro e algumas técnicas ele utilizam a rotação externa com abdução do ombro para fazer ele voltar para local correto, quais seriam os motivos de não conseguir fazer a rotação externa?? alguma lesão no manguito ??

        Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta