A Lesão de Hill-Sachs e a lesão de Bankart (lesão do lábio anterior)

A lesão de Hill-Sachs e a lesão de Bankart são alterações muito frequentemente encontradas nas pessoas com luxações do ombro. Após o primeiro episódio de uma luxação do ombro, cerca de 85% dos pacientes têm uma lesão de Hill-Sachs e nos casos de luxação recidivante este número pode chegar a 100%.

O que é a lesão de Hill-Sachs e o porquê ela ocorre ?

A lesão de Hill-Sachs é uma fratura com afundamento da cabeça do úmero na sua região posterolateral. Ela ocorre pois a cabeça do úmero colide com a borda anterior da glenoide. Esta colisão causa o esmagamento da cabeça do úmero, pois é um osso mais frágil que o osso da glenoide.

Figura demonstrando como surge uma lesão de Hill-Sachs com a colisão da cabeça do úmero contra a glenóide

Figura demonstrando como surge uma lesão de Hill-Sachs com a colisão da cabeça do úmero contra a glenóide

O que é a lesão de Bankart?

A lesão de Bankart é a lesão do lábio da glenóide na sua porção anterior. No lábio da glenóide estão inseridos os ligamentos glenoumerais, estes conferem boa parte da estabilidade do ombro. Quando o ombro luxa, o local mais comum de ocorrer uma lesão dos ligamentos glenoumerais é justamente na região do lábio da glenóide, que descola da escápula. Na cirurgia para tratamento da luxação do ombro, o procedimento mais comumente realizado é a reinserção do lábio da glenóide na escápula.

Lesão de Bankart (seta preta)

Lesão de Bankart (seta preta)

Na luxação do ombro pode ocorrer lesão do lábio da glenóide superior ou posterior?

As luxações mais comuns são as anteriores, portanto a lesão do lábio mais frequente é na região anterior. Mas as lesões do lábio podem se estender para a região superior, as chamadas lesões SLAP. Nos casos de luxação posterior, menos comuns, ocorre lesão do lábio posterior da glenóide.

Ressonância magnética demostrando lesão do lábio posterior da glenóide (seta branca)

Ressonância magnética demostrando lesão do lábio posterior da glenóide (seta branca)

O que é a lesão de Bankart ósseo?

A lesão de Bankart ósseo ocorre em 2 situações:

    1. Durante um episódio de luxação anterior do ombro, ocorre uma fratura da borda anterior da glenóide em vez de ocorrer um descolamento do lábio anterior da glenóide;
    2. Em pacientes com múltiplos episódios de luxação, pode ocorrer um desgaste da região anterior da glenóide.

Estas 2 situações são mais graves e tornam o ombro mais instável e suscetível a luxações em situações banais como espirrar, dormir ou pentear o cabelo.

Tomografia computadorizada evidenciando lesão de Bankart ósseo (seta branca)

Tomografia computadorizada evidenciando lesão de Bankart ósseo (seta branca)

O que é a lesão de Hill-Sachs reverso?

A lesão de Hill-Sachs reverso é um afundamento da cabeça do úmero na sua região anterior relacionada a luxação posterior do ombro. É muito menos comum que as lesões de Hill-Sachs das luxações anteriores.

Tomografia computadorizada demostrando lesão de Hill-Sachs reverso

Tomografia computadorizada demostrando lesão de Hill-Sachs reverso

Quais são os melhores exames para avaliar a lesão de Hill-Sachs e a lesão de Bankart?

O melhor exame é a ressonância magnética. Para casos com desgaste ósseo importante ou grande pode ser necessária uma tomografia computadorizada para medir adequadamente os defeitos ósseos.

Ressonância magnética demonstrando lesão do lábio anterior da glenóide (seta preta) e lábio posterior integro (seta branca)

Ressonância magnética demonstrando lesão do lábio anterior da glenóide (seta preta) e lábio posterior integro (seta branca)

Para saber mais sobre a luxação do ombro, leia nosso artigo sobre luxação do ombro.  Procure um médico especialista em ombro e cotovelo para saber mais sobre as opções de tratamento.