Fratura da cabeça do rádio – Cotovelo

A fratura da cabeça do rádio é a mais comum do cotovelo. O rádio é um dos ossos do antebraço e sua porção próxima à articulação do cotovelo é denominada cabeça do rádio. Estas fraturas ocorrem habitualmente após uma queda com o cotovelo esticado e com o apoio da mão contra o solo.

fratura_cabeca_radio_1

Representação do cotovelo (cabeça do rádio em verde).

Como é feito o diagnóstico?

O paciente refere dor no cotovelo que piora com a movimentação. Edema e equimose também podem ser encontrados. A radiografia é suficiente para o diagnóstico na grande maioria dos casos. Entretanto, nas fraturas com pequeno desvio ou para o planejamento do tratamento cirúrgico pode ser necessária a realização de uma tomografia computadorizada.

fratura_cabeca_radio_2

Tomografia computadorizada demonstrando uma fratura da cabeça do rádio.

Na avaliação clinica e radiográfica dos pacientes, o ortopedista também deve estar atento as lesões ligamentares do cotovelo, especialmente do ligamento colateral lateral, e a presença de outras fraturas que podem ocorrer concomitante na região do cotovelo ou até mesmo no punho do paciente. Para saber sobre outras fraturas do cotovelo, leia o artigo fraturas do cotovelo.

Como é o tratamento das fraturas da cabeça do rádio?

As fraturas da cabeça do rádio com pequeno desvio (menor que 2 mm) são tratadas de modo não-cirúrgico. Nos primeiros dias, o paciente pode ser imobilizado com uma tipóia ou uma órtese axilopalmar para conforto e redução do edema. Mas ao contrário da maioria das fraturas que precisam de um longo tempo de imobilização, esta fratura deve ficar imobilizada o menor tempo possível. O tratamento fisioterápico deve ser iniciado o mais rapidamente para restabelecimento da movimentação do cotovelo. Imobilizações por longos períodos podem ocasionar a rigidez do cotovelo. As fraturas com desvio ou aquelas associadas a lesões ligamentares ou a outras fraturas do cotovelo devem ser tratadas cirurgicamente.

Como é o tratamento cirúrgico das fraturas da cabeça do rádio?

As fraturas com desvio maior que 2 mm ou aquelas que bloqueiam a movimentação do cotovelo devem ser submetidas ao tratamento cirúrgico. A maioria das fraturas da cabeça do rádio são tratadas e fixadas cirurgicamente com auxílio de placa e parafusos. Em algumas fraturas pode ocorrer uma fragmentação ou cominuição, ou seja, a cabeça do rádio sofre uma fratura com muitos fragmentos. Nestes casos, não é possível a fixação da fratura e a cabeça do rádio é substituída por uma prótese (artroplastia da cabeça do rádio). Após a cirurgia, a fisioterapia é iniciada o mais precocemente possível para evitar a rigidez do cotovelo. Consulte um especialista de ombro e cotovelo para saber a melhor forma de tratamento para o seu caso.

fratura_cabeca_radio_3

Fratura da cabeça do rádio tratada com placa e parafusos (A) e com prótese da cabeça do rádio (B).